Famosos

Ex-Polegar Ricardo Costa é preso por dívida de pensão alimentícia

Reprodução/TV Record
Ricardo Costa foi preso nesta terça Imagem: Reprodução/TV Record

Do UOL, em São Paulo

27/06/2017 12h05Atualizada em 27/06/2017 14h43

O ex-integrante do grupo Polegar Ricardo Costa foi preso nesta terça-feira (27), em Taubaté, no interior de São Paulo, por falta de pagamento da pensão alimentícia do seu filho de 9 anos, fruto de seu primeiro casamento. O valor da dívida é de R$ 13.500, de acordo com o advogado da ex-mulher do músico, Hélio Barbosa. 

Segundo a Polícia Civil, Costa foi preso em sua casa e levado até a Delegacia de Investigações do município. Ele deve permanecer em custódia até que a dívida seja quitada. 

Ao UOL, Barbosa explicou que, além da pensão regular correspondente a 70% do salário mínimo, Costa ainda tinha que pagar o valor referente à dívida, dividido em 27 parcelas -- das quais apenas duas foram pagas. 

Costa se propôs a quitar a dívida se vendesse o ônibus que usava como food truck, avaliado em cerca de R$ 110 mil, mas isso não ocorreu, afirmou o advogado. "Ele disse que, se vendesse o ônibus, ele quitaria e ficaria só com a prestação alimentar. Mas ele vendeu o ônibus e não quitou. Como ele vinha adiando [o pagamento], a gente pediu a prisão". O pedido ocorreu no último dia 13, e o mandado de prisão foi expedido no último domingo, 25. Barbosa ainda contou que falou com Costa na delegacia e ele se encontrava abalado. 

O advogado de Costa, Renato Gotuzo Germano, chegou a Taubaté no início da tarde para trabalhar no caso. Em conversa com a reportagem, ele afirmou que Costa diz ter pago as parcelas da dívida. "Ele se comprometeu a levar os comprovantes [de pagamento] à Justiça. Creio que ele não fez isso, mas segundo eles os pagamentos estão todos feitos". 

A defesa irá juntar os comprovantes de pagamento aos autos do processo para então pedir um contramandado de prisão, que permitiria a liberação de Costa. "E posteriormente nós vamos pedir uma revisão [do valor da pensão], porque  ele não tem mais condições. Ele vive uma outra realidade hoje", completou Germano. 

Problemas financeiros

Em abril, Ricardo Costa, que é pai de quatro filhos,  admitiu que estava passando por dificuldades financeiras e que já acumulava dívidas com bancos, padarias, pensões e amigos. Devido aos inúmeros problemas, o músico pediu ajuda ao programa "Hora do Faro", da Record: "Antes que eu cometa alguma loucura ou até mesmo o suicídio".

Na época, ele contou que corria o risco de ser preso pelas dívidas de pensão e que havia colocado o ônibus à venda. "Estou vendendo para honrar as dívidas, mas principalmente as duas pensões. Eu já fui intimado e a qualquer momento eu posso ser preso". 

Em 2014, Ricardo Costa já havia pedido ajuda financeira para os amigos por meio de sua página, no Facebook, sob a justificativa de que seria despejado da casa onde morava em Taubaté, no interior de São Paulo.

Ele arrecadou cerca de R$ 1.120, recebeu outros R$ 3 mil de amigos próximos e pagou o aluguel de R$ 1.700 da casa em que vivia sozinho, com três quartos e piscina, além das contas de água e luz.

Após o episódio, Ricardo resolveu colocar a mão na massa e novamente usou a rede social, desta vez, para divulgar que estava vendendo tortas de frango e goiabada mais um suco de maracujá por R$ 15.

Na época, ele recebeu ajuda de programas de televisão, mas voltou a passar por dificuldades, recentemente.

Polêmicas do ex-"Polegar"

Em agosto do ano passado, Ricardo foi manchete em páginas policiais depois de ser supostamente agredido com um pedaço de pau pelo cunhado, Carlos Augusto Santos Magro.

Na ocasião, o músico contou que foi atacado pelas costas enquanto trabalhava em seu food truck, em Taubaté, no interior de São Paulo, e que o motivo da briga seria um comentário que Ricardo fez sobre o sobrinho de Magro.

O ex-"Polegar" foi socorrido e internado em coma nove dias no Hospital Regional de Taubaté. Foram, segundo ele, 112 dias sem trabalhar e lotado de dívidas.

Fenômeno musical

Ricardo Costa é um dos cinco ex-integrantes do grupo "Polegar", sucesso entre as adolescentes entre 1989 e 1997. Em 2004, no auge da onda revival dos anos 1980, o grupo retomou brevemente as atividades, com três  integrantes da formação original.

Em 2014, os ex-integrantes --Marcelo Polegar, Alan Frank Schlang, Rafael Ilha, Ricardo Costa e Alex Gill-- voltaram a se reunir para gravar um DVD ao vivo, em comemoração aos 25 anos da banda.

Ricardo Costa chegou a alfinetar publicamente os ex-colegas por ter sido o único integrante não convidado para este projeto. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Da Redação
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Reuters
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Da Redação
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Topo