Famosos

De volta ao Rio há 1 mês, Rita Guedes foi assaltada e quer lutar pelo país

Divulgação
Rita Guedes está escalada para interpretar a terapeuta Silvana na série "TOC's de Dalila" com Heloísa Perissé e que vai ar no Multishow. "Gosto de fazer comédia. Me divirto horrores" Imagem: Divulgação

Ana Cora Lima

Do UOL, no Rio

18/07/2017 04h00

Foram 10 anos morando em Los Angeles e, sempre que a saudade apertava ou uma sedutora proposta de trabalho pintava, Rita Guedes dava um rasante no Brasil. Mas há um mês ela voltou para ficar. Na contramão de famosos como Wagner Moura, que estão dando "see you soon" e buscando cidades americanas como porto seguro, a atriz retornou com intenção de se estabelecer.

“Vi que morar fora já não fazia sentindo. Vim para me jogar em novos projetos e também porque queria estar por aqui neste momento tão difícil. O Brasil está doente, abandonado pelos políticos e, se todas as pessoas fossem embora e só voltassem quando estivesse tudo bem, não vamos ter cura nunca. O momento é de ficar e lutar. Claro, que eu sou uma gota no oceano, mas estou fazendo a minha parte.”

Quando, Rita diz “fazendo a minha parte”, ela quer dizer se posicionar nas redes sociais, participar de manifestações e cobrar de forma mais incisiva do poder público. Coisa que ela sabe ser rara na classe artista.

Divulgação
Todas as vezes que é reconhecida, Rita Guedes diz que as pessoas pedem receitas e dicas de beleza Imagem: Divulgação
"Quem imaginaria ver tantos políticos na cadeia?  Isso é uma vitória nossa, da pressão do povo por Justiça e o fim da corrupção independente de qualquer partido.  Tenho muitos amigos, colegas de profissão que não gostam de se posicionar e eu respeito. Mas acho importante as pessoas que são conhecidas, que tem o poder da mídia ao seu favor, pedir por um Brasil melhor, se indignar com o que está acontecendo”, explica Rita.

Há duas semanas, ela foi assaltada em plena luz do dia em um dos bairros mais valorizados do Rio, Ipanema, zona sul da cidade. "Muitas pessoas presenciaram o assalto, mas ninguém fez nada. Ninguém me ajudou".

Ela diz que foi logo reconhecida e isso não é muito difícil para essa paulista de Catanduva, que chegou ao Rio em 1992 para fazer sua primeira novela na Globo, "Despedida de Solteiro", quando tinha 20 anos. Hoje, aos 45, Rita é daquelas atrizes que o tempo continua sendo generoso.

"Me sinto uma privilegiada", afirma, entre risos. "As pessoas me param e me pedem receitas e dicas do que eu faço no meu dia a dia. Não tenho nenhuma receita milagrosa! O que eu tenho são alguns segredinhos de alimentação que acho muito importante. Sou super-regrada, como quase de tudo, menos doces e refrigerantes. Nunca. A minha maior preocupação é ser saudável."

Ela diz que ainda faz sagradamente academia três vezes por semana, seguida de uma corrida na praia. 

Bem-humorada, Rita confessa que ser considerada bonita e atraente já a atrapalhou em vários momentos de sua carreira. “São atributos que uma pessoa tem e que, muitas vezes, chegam à frente do talento. Teve momentos que senti isso e me incomodou. Os meus personagens tiveram uma certa dose grande de sensualidade e sempre procurei achar um meio de não ficar nesse 'sex appel', sempre procurei fazer um trabalho interno, que me sustentasse como atriz, e isso foi a minha mola." 

Recentemente, Rita lançou o longa-metragem "Mar Inquieto", produzido por sua empresa, a Guedes Filmes, depois de quatro anos de espera.

"Foi uma luta muito grande, mas nós conseguimos. Eu gostaria que o filme tivesse mais distribuição -duas salas em Porto Alegre, duas em São Paulo e uma no Rio- e uma maior divulgação, mas esse é um problema que quem faz cinema no Brasil enfrenta”, observa.

Agora, a atriz está em dois projetos para televisão: "Já estou gravando 'Toc's de Dalila', uma série de humor do Multishow com a Heloísa Perissé e, em setembro, estreia a segunda temporada do seriado policial “1 Contra Todos”, da Fox. Gosto de fazer televisão, de novelas, mas não tenho nada concreto. Quem sabe no ano que vem”, deixa escapar.

Divulgação
"Mar Inquieto" é um longa produzido pela produtora de Rita Guedes. O filme levou quatro anos para ficar pronto e estrear no final de julho Imagem: Divulgação

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
AFP
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
do UOL
Beleza
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Topo