Famosos

"SBT não acreditava no 'Casos de Família'", revela Regina Volpato

Antonio Chahestian/RecordTV
Regina Volpato no "Programa do Porchat" Imagem: Antonio Chahestian/RecordTV

Colaboração para o UOL

29/08/2017 09h07

Regina Volpato relembrou os tempos que apresentava o "Casos de Família", de 2004 a 2009, ao participar do "Programa do Porchat", na noite de segunda-feira (28). A apresentadora revelou que boa parte do SBT não acreditava na atração, no ar até hoje.

"Eu lia notícia na BandNews. Quando passei no teste para o 'Casos de Família', tive uma reunião com o Silvio Santos. Ele veio me dar a boa notícia que eu tinha sido aprovada e disse: 'você vai ser contratada para fazer um programa que toda a diretoria e o departamento comercial não acredita, acham que não vai dar certo", conta.

Silvio propôs, então, um período para testar o desempenho da atração no ar. "Ele me disse: 'Vou fazer um contrato de dois meses. Se der certo, a gente senta de novo e renegocia, se não, nosso compromisso acaba aí'. Eu tinha uma intuição que daria certo. Depois ele me chamou de novo e renovamos por um ano", recorda.

Regina conta por que deixou a atração, hoje comandada por Christina Rocha. "Venceu o contrato e eu estava muito esvaziada. Foram mais de mil programas, eram situações de muito conflito e me deixavam num estado emocional muito instável. Não tinha como não se envolver".

A jornalista afirma que tinha cuidado para que seus entrevistados não se expusessem demais. "Eu consigo criar um clima de intimidade que a pessoa fala coisas que não precisa falar, e estou me beneficiando disso por ter o domínio da situação. Tinha que ter um certo senso de saber a hora de parar de perguntar. No meu canal no Youtube, uma pessoa me disse que tinha feito um aborto, não foi para o ar".

Ela conta momentos engraçados. "Gravava três programas por dia. Fui falar com a plateia e agradeci por virem passar a tarde naquele calorão. Uma senhora disse: 'É por isso que a gente vem, aqui tem ar condicionado'. A gente põe o pé no chão quando ouve uma resposta dessas", diverte-se.

A grade de programação do SBT na época ajudou Regina a ser lembrada até hoje por diferentes gerações. "Depois do 'Casos de Família' vinha o 'Chaves', então as crianças chegavam da escola e esperavam com as mães o programa acabar. Muitos diálogos familiares aconteceram graças a esse momento de encontro. Por isso esse programa ficou na memória das pessoas de um jeito tão afeituoso. Fico muito emocionada".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
UOL TV e Famosos - Frases da Semana
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
ANSA
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Topo