Famosos

"Ainda tenho medo, mas sigo em frente", diz Regina Duarte

Roberto Filho/Brazil News
Regina Duarte no lançamento de "Tempo de Amar" Imagem: Roberto Filho/Brazil News

Ana Cora Lima

Do UOL, no Rio

30/08/2017 09h32

Regina Duarte já não se importa mais quando perguntam se ela continua com medo. Já se passaram 17 anos desde a declaração na campanha eleitoral do tucano José Serra, em 2002, quando disse ter medo de que o “outro candidato” no caso, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), vencesse as eleições. Lula foi eleito e a atriz acabou marcada pela frase.

"Sou uma pessoa que ainda tenho medo, mas eu sigo em frente. Tenho medos íntimos e os meus medos não me paralisam. Nunca me paralisaram! Nem quando eu declarei que estava com medo, eu me deixei paralisar ou me intimidar. Fui muito criticada? Fui. Sofri, mas hoje essa polêmica não me incomoda mais", revelou Regina no lançamento da próxima novela das 18h, da Globo, "Tempo de Amar" na noite desta terça-feira (29).

Aos 70 anos, com mais 40 trabalhos entre novelas e séries, a atriz assume gostar de polêmicas e de sempre se posicionar diante dos problemas sociais e políticos.

"Sempre dei a minha cara a tapa porque sou de uma geração que aprendeu que não participar da história política do seu país significa ser passado para trás, ser enganado e ser ludibriado. Respeito quem não se sente à vontade, mas eu me posiciono", explicou.

Para Regina Duarte, prestar mais atenção nos políticos pode ser uma saída para enfrentar a crise. "Olha como está Brasília hoje! Olha o que estão fazendo com a gente! Nós precisamos ficar mais atentos. Se a política é suja e feia é porque nós deixamos chegar a esse ponto. Se tivéssemos os olhos bem abertos, talvez não estaríamos vivendo um momento tão triste quanto o que estamos vivendo. É duro", disse.

Dona de cabaré

Sobre Madame Lucerne, a sua personagem na novela de Alcides Nogueira, que tem estreia prevista para o dia 20 de setembro, Regina diz que ainda sabe muito pouco.

"Ela é uma mulher cheia de mistérios e segredos. Segredos que eu mesma ainda não sei tudo. Sei que ela é uma mulher com uma camada sofrida pelas escolhas que teve que fazer, que a vida colocou no seu caminho. Sei que ela tem certos pudores com relação à vida que leva por ser dona de um cabaré", adiantou a atriz.

Feliz com o papel, que ela garante ser diferente de tudo que já fez na televisão, a atriz classifica Madame Lucerne como uma mulher à frente do seu tempo. "Se a liberdade de comportamento ainda é um tabu nos dias de hoje, imagina no final dos anos 20? Muitas mulheres foram transgressoras naquela época e isso é  admirável", observou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
Entrevista: Preta Gil
do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Topo