PUBLICIDADE
Topo

Em ônibus, Daniela Mercury lembra: "Enlouquecia se tentavam encostar"

Daniela Mercury em ônibus de aeroporto - Reprodução/Instagram
Daniela Mercury em ônibus de aeroporto Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL

01/09/2017 16h19

Daniela Mercury publicou um texto sobre Diego Ferreira de Novaes, que ejaculou no pescoço de uma passageira em um ônibus em São Paulo. A cantora publicou um vídeo dentro do transporte coletivo no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, nesta sexta-feira (1) para falar do assunto.

"Cheguei agora de BH e no aeroporto de Congonhas, dentro do ônibus, pensei na cena grotesca, violenta, obscena, nojenta e perigosa, que foi a ejaculação no pescoço da mulher dentro de um ônibus em São Paulo. Desde adolescente, quando comecei a andar de ônibus sozinha, ficava enlouquecida de raiva quando homens tentavam se encostar em meu corpo. Como a maioria das mulheres, aprendi a colocar os dois cotovelos pra trás e outras técnicas de sobrevivência pra evitar que se encostassem em mim", disse ela.

Daniela contou que várias vezes desistiu de entrar em um ônibus por ver muitos rapazes dentro. "E sempre tive que brigar e reclamar pra que se afastassem de mim e morria de medo de algum deles me bater. É assim a vida das mulheres no Brasil. Sempre aflitas pra escapar dos assédios e da violência que está naturalizada", continuou.

A cantora se mostrou indignada pelo falo de Novaes ter sido solto, após o juiz José Eugenio do Amaral Souza Neto, do Tribunal de Justiça de São Paulo, considerar que a abordagem junto à passageira "não causou constrangimento, tampouco violência ou grave ameaça". "Ejacular no pescoço de uma pessoa em um ônibus cheio de gente, crianças, é estupro sim, é atentado ao pudor, é uma das mais nojentas formas de violência e abuso. Se fosse em sua esposa, em sua filha, em sua mãe, em sua irmã, em sua prima, em sua amiga? Seria também algo leve?", desabafou.