Topo

Televisão

Repórter da CNN passa "sufoco" durante cobertura de furacão em Cuba

Reprodução/CNN
Repórter da CNN passa "sufoco" durante a cobertura do furacão Irma, direto de Cuba Imagem: Reprodução/CNN

Do UOL, em São Paulo

08/09/2017 22h18

Patrick Oppmann, correspondente da rede americana CNN, foi surpreendido pela mudança repentina dos ventos durante a transmissão da cobertura sobre o furacão Irma, em Cuba, ao vivo, no início da noite desta sexta-feira (8).

O profissional estava repassando as últimas informações sobre a passagem do fenômeno, direto de Havana, capital da ilha, quando de repente ventos furiosos e chuva elevada vieram em sua direção. Ele precisou "lutar" contra o furacão (literalmente).

O poderoso furacão Irma, rebaixado para a categoria 4, prosseguia em sua trajetória mortal pelo Caribe, onde deixou pelo menos 17 mortos.

Com rajadas de vento que chegaram a 295 km/h, o furacão varreu pequenas ilhas caribenhas como São Martinho, onde 60% das casas ficaram inabitáveis. Cuba e Estados Unidos já se preparavam para a chegada do furacão. 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!