Topo

TV e Famosos

"A fama é assustadora, não sei dominar até hoje", diz Alexandre Nero

Reprodução/TV Globo
Alexandre Nero com Joaquim Lopes e Otaviano Costa no "Vídeo Show" Imagem: Reprodução/TV Globo

Colaboração para o São Paulo

12/09/2017 16h31

Alexandre Nero reviu sua carreira no "Video Show" desta terça-feira (12) e contou que, mesmo fazendo TV há 9 anos - sua primeira novela foi "A Favorita", em 2008 - ainda não se acostumou com o assédio que a fama traz.

"Acho que não sei dominar isso até hoje. "É um assédio muito grande. A fama é assustadora para quem nunca teve. Do mesmo jeito que tem coisas legais, tem ruins. É difícil lidar com pessoas te xingando ou te amando nas ruas", confessa, dizendo ainda como vê a questão nas redes sociais. "Já joguei a toalha. Na internet é um monólogo,ninguém quer dialogar".

O curitibano relembra que só deixou sua cidade natal quando tinha certeza que a carreira na televisão estava encaminhada. "Só me mudei para o Rio de Janeiro na terceira novela ('Escrito nas Estrelas', em 2010)". Em "Fina Estampa" (2011), ele acredita que Aguinaldo Silva percebeu sua intenção dele e a Marcelo Serrado, decidindo investir em Baltazar e Crô.

"A gente brincou no camarim como seria bacana se esse cara que machista, que bate na mulher constantemente, fosse homofóbico. Aguinaldo pescou isso na hora, em um dialogo e encaminhou isso durante a novela inteira".

Nero só tem a agradecer pelo Comendador que interpretou em "Império", seu primeiro protagonista."O Comendador é meu Sinhozinho Malta", disse, referindo-se ao personagem icônico de Lima Duarte na novela "Roque Santeiro" (1985), lembrado até hoje.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais TV e Famosos