Famosos

"Tem um bandido na minha casa", diz proprietária que aluga imóvel para Belo

Reprodução/Instagram
O cantor Belo Imagem: Reprodução/Instagram

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

27/09/2017 16h50

Proprietária da casa alugada por Belo, em São Paulo, Marcia Gomes, de 46 anos, está revoltada por não receber o pagamento de seu imóvel no Jardim Paulista. Sentindo-se prejudicada, ela levou o caso à Justiça, que determinou neste mês que o pagodeiro seja notificado por inadimplência. Belo, que ainda deverá apresentar sua defesa, corre risco de despejo.

Leia também:

Justiça manda intimar Belo por 300 mil em dívida de aluguel

De Miami, onde vive há três anos, Marcia disse ao UOL sentir-se de mãos atadas e fez duras críticas ao cantor, a quem chamou de "bandido". "Estou totalmente impotente. Não consigo sair dos Estados Unidos porque estou aguardando meu visto e nem sequer posso ir a São Paulo para agilizar as coisas. Tem um bandido morando na minha casa e não posso fazer nada", diz ela, que começou a se preocupar quando os cheques com os depósitos do aluguel, de R$ 30 mil por mês, começaram a voltar.

O processo corre na 33ª Vara Cível de São Paulo desde abril, quando Belo foi acusado de inadimplência. Segundo a administradora, a dívida já passa de R$ 500 mil se levado em conta fatores como falta do pagamento de IPTU e quebras de contrato, por exemplo.

"Quando ele soube que tínhamos entrado com ação de despejo, a advogada dele chamou a minha advogada para conversar. Achamos que iriam resolver e ela [a advogada] falou que o Belo mandou avisar que não iria sair da casa já que entramos com a ação. Ele disse que agora iria deixa com a justiça", contou ela, que nega tentativa de acordo por parte da defesa do cantor. “Já perdi as esperanças e sei que vai ser uma briga de muitos anos. Já estou consciente disso.”

Marcia afirma ainda que várias cláusulas do contrato foram quebradas e que o imóvel, que foi alugado mobiliado, passou por modificações sem a devida autorização. Uma das acusações dela é que Belo violou um quarto na casa que estava trancado, pegou seus pertences e mandou para um depósito. Ela diz que por pouco não perdeu objetos de valor e documentos importantes.

“Quando aluguei a casa, um dos quartos deveria ficar trancado com meus pertences para eu pudesse ter acesso quando necessário. No primeiro momento que precisei de um documento, não deixaram entrar. Eles jogaram as coisas em um depósito no [bairro] Ipiranga e não pagaram o aluguel, que era de R$ 300 por mês. Tive que pagar o depósito, pois senão minhas coisas iriam a leilão”, diz.

A advogada Vivian Campos disse que Belo ainda não foi notificado e que ele não recebeu uma ordem de despejo: “Não vou apresentar a defesa porque pode interferir no decorrer do processo. Ele [Belo] não recebeu essa notificação e, por isso, não temos prazo para nos manifestarmos”.

A advogada afirma que irá contestar o valor da dívida. “Depois que recebermos a notificação e tivermos prazo para defesa, vamos contestar isso. Temos provas e esse valor com certeza será modificado”.

"Quanto às declarações caluniosas da proprietária do imóvel", diz a advogada, "cumpre lembrar que o locatário de seu imóvel é artista com renome nacional e internacional, e como tal não admitirá ser ofendido de 'bandido' pela mesma, o que lhe fará acionar a justiça contra tais xingamentos."  

Arquivo pessoal
Detalhe da casa que Belo aluga em bairro nobre de São Paulo Imagem: Arquivo pessoal

Vizinha avisou que Belo era o inquilino

Desde que se mudou para os Estados Unidos, Marcia Gomes diz que demorou dois anos para alugar a casa, pois se preocupava com a boa conservação da propriedade de 420 m² com piscina, sauna, dois quartos de empregada, área de serviço, churrasqueira, três suítes, um quarto que ela usava de escritório, salas de estar, de jantar, lavabo e cozinha.

Ela afirma que alugou sua casa sem saber que o inquilino era o cantor e que, no início da negociação, imaginava ser outra pessoa: “Quando a coisa estava para se concretizar, eu disse que precisava saber o nome do inquilino. Me falaram que era Alfredo Santana, sem me dizerem que era o empresário do Belo."

Marcia conta que desde o início sabia que o contrato seria feito em nome da Yanne Produções, empresa do inquilino, mas a identidade do cantor só foi revelada por uma vizinha. "Só fui saber do nome [Marcelo Pires] quando tive que assinar o contrato. Me falaram que ele era um dos sócios da empresa e que seria feito no nome dele. Dois meses depois, uma vizinha me mandou uma mensagem dizendo que tinha visto a tal da Gracyanne [Barbosa, mulher do cantor] e que eu havia alugado a casa para o Belo. Ele não queria dizer o nome dele por ser uma pessoa pública." 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
UOL Entretenimento
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
do UOL
AFP
Topo