Topo

Televisão

Repórter que sofreu AVC se demite da Record após 14 anos: "Melhor decisão"

Reprodução/Instagram/lenizakrauss
A jornalista Leniza Krauss, que pediu demissão da Record Imagem: Reprodução/Instagram/lenizakrauss

Paulo Pacheco

Do UOL, em São Paulo

03/10/2017 18h15

Em reformulação após a morte de Marcelo Rezende, o "Cidade Alerta" perdeu uma de suas repórteres mais experientes. Leniza Krauss pediu demissão da Record depois de 14 anos na emissora. A jornalista despediu-se no Instagram e agradeceu aos telespectadores pelo respeito e pela audiência durante o período em que trabalhou na cobertura policial.

"Realmente, eu pedi demissão e achei que foi a melhor decisão que eu tomei nos últimos anos", comemora ao UOL. A jornalista, que desligou-se da emissora há uma semana, não revela o que fará em sua nova etapa profissional, mas garante que continuará na comunicação. A única certeza dela é que não voltará a cobrir crimes.

Leniza quis largar o jornalismo policial após ter sofrido um derrame cerebral enquanto trabalhava, há dois anos. A repórter desmaiou no carro da Record a caminho de uma gravação e foi socorrida por sua equipe, que a levou ao hospital São Camilo, no Ipiranga, zona sul de São Paulo. Quando saiu da UTI e voltou ao trabalho, decidiu mudar de vida.

Reprodução/Instagram/lenizakrauss
A repórter Leniza Krauss na Record Imagem: Reprodução/Instagram/lenizakrauss
"Brinco, de forma séria, que na UTI há uma mola e de lá tirei forças para impulsionar de outra forma a minha carreira. Sempre adorei ser repórter, mas naquele momento decidi o que não queria mais. Chega um determinado momento em que o jornalismo policial cansa muito, suga. Dali para frente, eu tinha outra expectativa de vida em que o mundo do jornalismo policial não estava mais atendendo aquilo que eu gostaria", explica.

Leniza Krauss trabalhou na Band e depois migrou para a Record Minas. Em 2007, foi transferida para São Paulo. Foi colega de José Luiz Datena e Marcelo Rezende, que adorava dar apelidos aos repórteres do "Cidade Alerta". O apresentador morreu em 16 de setembro, vítima de um câncer no pâncreas que se alastrou para o fígado.

Aos 39 anos e mãe de dois filhos, Leniza krauss espera manter a boa saúde, sem sequelas do AVC (Acidente Vascular Cerebral), longe da cobertura violenta do jornalismo policial: "Combinei comigo mesma de ser menos estressada".

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!