Topo

Televisão

"Não é um programa que eu goste", diz Gentili sobre "Conversa com Bial"

Divulgação
Danilo Gentili participa do "Programa do Porchat" Imagem: Divulgação

Colaboração para o UOL

11/10/2017 07h45

Danilo Gentili fez uma visita rara ao concorrente, Fábio Porchat, na noite de terça-feira (10). Os apresentadores conversaram no "Programa do Porchat" sobre o politicamente correto, a disputa pela preferência nos fins de noite e o filme "Como se Tornar o Pior Aluno da Escola”, que estreia quinta-feira (12).

O ex-CQC disse que teve trabalho para colocar seu primeiro programa, "Agora é Tarde", no ar. "Demorei três anos para convencer a Band que um talk show daria certo. E os convidados, acostumados apenas ao 'Programa do Jô', demoraram a se soltar", recorda.

"Eu entrava no camarim e falava: 'Oh, isso aqui é uma brincadeira. Eu sou o anfitrião, eu não vou ser grosseiro com o meu convidado. Meia-noite é um horário para as pessoas se divertirem. Posso fazer essa piada?'. 'Não?'. 'Então, faz comigo'. E aí, comecei a dar piada para os meus convidados fazerem comigo", explica.

Porchat lembra que as piadas do colega já o envolveram em confusões. "Na verdade, essa pecha pega quando você fala uma coisa e existe uma patrulhagem. Eu não me ajoelho pra patrulhagem. Acho que, de certa maneira, as pessoas se identificam quando você não abre mão da sua opinião, não importa o que façam".

Ele garante que não deixará de falar o que pensa. "A gente vive tempos em que parece que é um problema você desagradar alguém. Todo o mundo tem que ser agradado. Ninguém pode se sentir ofendido. Eu já acho o contrário, acho que ninguém tem o direito de passar por essa Terra sem ser ofendido", analisa.

"Conversa com Bial"

Quando o assunto é Pedro Bial, que ocupou o lugar deixado por Jô Soares na linha de talk shows na Globo, Gentili não faz a política da boa vizinhança. "O Bial eu já assisti, sim. Eu, particularmente, gosto de me divertir a essa hora da noite, então, não é um programa que eu goste. Mas eu considero que seja um acerto dele fazer o que ele está fazendo porque já tem a gente fazendo entretenimento".

O apresentador do "The Noite" conta como era na escola. "Fui expulso, tomei muita advertência, mas nunca desrespeitei professor", garante, comentando ainda o fato de Fábio Assunção não ter deixado o filho João atuar no longa. "Ele disse: 'Não, porque não é um bom exemplo. O Danilo e o filme", conta, aos risos.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!