Topo

Famosos

Ex-repórter do "Vídeo Show" vira casamenteira: "Sou filtro do amor"

Denise Ricardo/ Divulgação
Sem abrir mão da carreira na TV, Geovanna Tominaga transforma hobby em profissão ao celebrar casamentos Imagem: Denise Ricardo/ Divulgação

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

27/10/2017 04h00

Ela começou a carreira como angelicat e se manteve na telinha como repórter, apresentadora e atriz. Aos 37 anos, Geovanna Tominaga --que virou meme ao ter ouvido de Susana Vieira a frase "Não tenho paciência com quem tá começando" durante uma entrevista no "Vídeo Show"-- pode incluir uma quinta área de atuação no currículo. Jornalista de formação, ela diz ter conseguido unir toda sua experiência profissional em uma única função: unir casais.

Na empresa “Celebrando Amor”, lançada há pouco mais de um mês, Geovanna transformou um antigo hobby em trabalho. Convocada pelas amigas e parentes a fazer discursos de casamento, ela percebeu uma tendência no mercado de noivas e resolveu investir. O que era informal virou uma nova profissão que ela pretende conciliar com eventuais projetos na televisão.

“Eu queria algo que tivesse o meu jeito, a minha cara. É isso que mais me encanta. Eu não estou ali representando um personagem. Estou reunindo as minhas habilidades para falar de amor. Não estou mais falando de famosos ou de gastronomia, mas de amor”, afirma ela, orgulhosa, que diz ter recebido conselhos e a bênção do badalado cerimonialista Roberto Cohen para a empreitada. “Ele é o papa dos casamentos! Fui pedir sugestões e ele me deu uma super força”.

Geovanna levou um ano para se preparar, tempo em que “respirou o novo universo”, como descreve. O que ela descobriu? Que o ditado “menos é mais” está mais em voga do que nunca. “Os casais querem simplesmente que a história deles seja contada. Existe o casamento simbólico feito de rituais, mas a maioria dos casais que eu atendi recentemente não querem nada disso. Os rituais são padronizados e existe um texto que vai conduzir o ritual. É bonito, mas ficam todos iguais. O que os casais querem cada vez mais é que as trajetórias deles sejam valorizadas. Quando tira toda a alegoria da festa, sobra o que? O amor. Isso é o essencial”, filosofa.

Mas no que consiste exatamente o novo ofício da ex-repórter do “Vídeo Show”? Até o “grande dia”, a celebrante se dedica a um processo que envolve entrevistas individuais, conversas com o casal em conjunto e, eventualmente, com amigos mais próximos e familiares. Geovanna diz se envolver a ponto de se emocionar com os pombinhos.

“É quase que uma sessão de terapia porque fico amiga deles, eles contam segredos. Eu choro junto”. Ela compartilha um exemplo que a sensibilizou: “Um casal preparou tudo, ficou noivo e nesse meio tempo o pai dela faleceu. Tivemos uma reunião e foi muito difícil. Ela é extremamente alegre e eu pensei: ‘E agora? Será que vai ter casamento? Será que ela vai cancelar?’. Ela decidiu não cancelar. Estou me preparando porque sei que vai ser muito emocionante”.

Reprodução/Instagram/geovannatominaga
Geovanna Tominava com o noivo, o advogado Eduardo Duarte Imagem: Reprodução/Instagram/geovannatominaga
Questionada sobre como se identifica na nova profissão, ela se diverte: “Casamenteira é bom, né? Eu falo que sou um filtro, um canal do amor. Mas não me denomino. Tem gente que chama de mestre de cerimônia, mas acho algo muito mais corporativo. Acho que celebrante é mais certeiro”.

As celebrações de Geovanna Tominaga duram aproximadamente 40 minutos. No Rio de Janeiro, o casal precisa desembolsar cerca de R$ 3.500 pelo serviço da Celebrando Amor. O valor pode variar dependendo do combinado e a celebrante ainda presta consultoria à distância.

Nos preparativos do próprio casamento com o advogado Eduardo Duarte, ela conta que o trabalho com a Celebrando Amor fez amadurecer a ideia sobre como será o seu grande dia.

“Eu sempre soube como eu queria o meu casamento, mas a gente não se casa sozinho. Tem que casar a sua ideia com a ideia de casamento do outro. O que aconteceu é que comecei a perceber que é lindo um casamento mega gigante, com todo mundo que você gosta, mas também que o principal é realmente eu e ele. A nossa história, a família e os amigos mais próximos”, diz ela, que pretende se casar em uma cerimônia a céu aberto para 50 convidados.

Tem paciência para quem está começando?

A nova celebrante já tinha uma história na televisão quando, em 2009, se envolveu com a saia justa com Susana Vieira durante o “Vídeo Show”. Ela entrevistava a atriz, que surpreendentemente arrancou o microfone de sua mãe e soltou a pérola, que entrou para o hall dos memes inesquecíveis.

“As pessoas se lembram até hoje e ficam revoltadas com a Susana. Me falam: ‘Vou roubar seu microfone'. Sempre me falam que ficaram com raiva dela e eu digo que ela é assim mesmo, espontânea. Eu não fiquei com raiva, achei engraçado. Em nenhum momento eu me senti ofendida com a tal frase. Eu, como repórter, tenho que saber da vida dela, mas ela não tinha que saber nada sobre mim. Ela não fez por maldade, só estava curtindo o momento”, diz.

E ela, tem paciência para quem está começando? Geovanna garante que sim: “Super! Adoro ajudar e ensinar quem está começando, inclusive com quem veio depois de mim e ocupou os meus lugares. Eu faço questão de ser assim com todo mundo porque tem espaço para todos. Se tenho conhecimento é para compartilhar”.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!