Topo

TV e Famosos

Enrustido, médico de "O Outro Lado do Paraíso" diz que odeia ser gay

Raquel Cunha/Globo
Samuel (Eriberto Leão) revela que odeia ser gay em "O Outro Lado do Paraíso" Imagem: Raquel Cunha/Globo

Do UOL, no Rio

02/11/2017 04h00

Samuel (Eriberto Leão) enfrentará problemas em seu relacionamento de fachada com Suzy (Ellen Rocche) e deixará claro que não pretende sair do armário e assumir que é homossexual. Nos próximos capítulos de "O Outro Lado do Paraíso", ele conversará com o médico urologista Inácio (João Cunha) após ter dificuldade para transar com a namorada.

"Já poderíamos ter tido alguma intimidade, mas... Enfim... Isso aqui não funciona", desabafa.

Samuel mostra que os exames apontam que sua testosterona está normal, e fala que até gostaria de casar com Suzy, mas ela é "um pouco fogosa" e até agora ele não correspondeu.

Colega de faculdade do diretor do hospital, Inácio aconselha Samuel a desistir da enfermeira e assumir que é gay.

"Sou seu amigo o suficiente para aconselhar. Desiste, leva sua vida. Hoje em dia esse tipo de opção é aceita", diz.

"Opção? Você acha que se eu pudesse escolher, escolheria ser como sou? Minha mãe não suportaria. Eu amo minha mãe, entende? Amo. E eu, eu odeio ser o que sou. Odeio", diz Samuel.

"Odeia ser gay?", questiona Inácio.

"Odeio. Não sei porque nasci assim, com esse desejo. Tenho horror de mim, entende? Cada vez que tenho um encontro escondido, depois eu tomo banho, me esfrego, tenho nojo de mim. Nojo", diz o médico.

Inácio continua aconselhando e diz que não há remédio para o desejo. "Não quero remédio, quero apenas que isso aqui funcione. Eu só quero que funcione com essa moça ou outra qualquer. Eu não quero que minha mãe saiba", completa ele, deixando claro que não pretende sair do armário.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais TV e Famosos