Topo

TV e Famosos

Vítima de racismo na novela, Erika Januzza elogia Globo por afastar Waack

Reprodução/Globo
Raquel é humilhada por Nádia em cena de "O Outro Lado do Paraíso" Imagem: Reprodução/Globo

Ana Cora Lima

Do UOL, no Rio

11/11/2017 04h00

Um choro intenso, sofrido e muito real. Erika Januzza sofreu bastante com a cena exibida nesta sexta-feira (10), em "O Outro Lado do Paraíso", no qual a personagem Raquel foi expulsa pela patroa Nádia após ela descobrir o envolvimento da empregada com seu filho. O diálogo, recheado de ofensas racistas, foi um dos mais pesados de Walcyr Carrasco na novela.

"Foi duro ouvir aqueles absurdos e a Eliane Giardini [que vive Nádia] até deu uma suavizada, pediu para pegar mais leve. Eu achava bom do jeito que estava escrito porque é a realidade, é para as pessoas sentirem mesmo o choque, o peso. Nunca ouvi na minha cara, mas sei que muitos negros já ouviram e ouvem atrocidades e não tem coragem de rebater", contou a atriz ao UOL.

Raquel Cunha/TV Globo
Erika Januza elogia Globo opr afastar Waack após suposta fala racista Imagem: Raquel Cunha/TV Globo

Na vida real, no entanto, Erika disse já ter ouvido a frase "É coisa de preto", que virou o centro de uma polêmica sobre racismo após ter sido atribuída ao apresentador do Jornal da Globo, Willian Waack, num vídeo que viralizou e acabou provocando seu afastamento. "Eu estava dirigindo e, de repente, um motorista do carro ao lado me xingou e disse essa frase horrenda. Fiquei mal", contou a atriz, que não se refutou em comentar o caso do jornalista e toda sua repercussão.

"É um acontecimento que ainda choca, mas acontece com frequência e graças a Deus as coisas estão mudando. Não tem mais essa de fazer esse tipo de gracinha e ficar impune", diz Erika, que elogiou a atitude da Globo. "Foi nobre porque a empresa não deixou ninguém cobrar. Se posicionou antes e fez o certo".

Virada de Raquel

Erika contou sobre a virada de sua personagem após o salto de 10 anos que " O Outro Lado do Paraiso" vai dar no final de novembro. "Ela vai sofrer pelo Bruno (Caio Paduan), mas irá focar nos estudos. O  povo do quilombo vai se unir por uma causa: fazer dela uma juíza e é isso que acontece. Ela volta bem de vida, ajuda a Clara (Bianca Bin) e o resto só o Walcyr sabe", brincou.

Na nova fase, afirma, Raquel também passará por uma reformulação total no visual. "Estou conversando com a estilista, com caracterização. Tudo incrível", entrega.

Feliz com a personagem, Erika traça um paralelo com a mudança na vida da empregada doméstica e sua própria trajetória como atriz. "Quando eu via TV criança não tinha alguém em que eu me visse. Hoje, uma criança pode me ver e dizer que tem o cabelo igual ao meu. Quem nunca olhou para a TV e quis ser alguém? Hoje me sinto uma mulher empoderada, sem vergonha do meu cabelo para cima. Com certeza o meu trabalho me mudou pra uma pessoa mais consciente".

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais TV e Famosos