Topo

Televisão

Veterano da TV dos EUA, Charlie Rose é suspenso após acusação de assédio

Andy Kropa/Invision/AP
O apresentador norte-americano Charlie Rose Imagem: Andy Kropa/Invision/AP

Do UOL, em São Paulo

20/11/2017 21h04

Veterano da TV nos Estados Unidos, Charlie Rose foi suspenso pela rede norte-americana CBS após ter sido acusado de assediar oito mulheres, segundo informou o jornal norte-americano "The Washington Post" nesta segunda-feira (20). A rede pública PBS também interrompeu a distribuição do programa de entrevistas do apresentador.

Segundo as vítimas, o apresentador de 75 anos "fez avanços sexuais indesejáveis", como fazer telefonemas com teor pornográfico, andar nu na presença delas e tocar seios, bumbum ou órgãos genitais.

De acordo com a publicação, as mulheres, entre 21 e 37 anos, trabalhavam para o apresentador no talk show "Charlie Rose", da rede PBS, do fim da década de 1990 até 2011. Na CBS, ele comandava o programa "CBS This Morning".

A PBS comunicou que suspenderá imediatamente a distribuição do talk show de Charlie Rose, produzido de forma independente pelo apresentador: "A PBS ficou chocada ao saber dessas alegações profundamente perturbadoras. Estamos imediatamente suspendendo a distribuição de 'Charlie Rose'".

Além da PBS, a Bloomberg anunciou que interromperá o programa. "Estamos profundamente incomodados ao saber dessas alegações e estamos imediatamente suspendendo o programa de de rádio e TV," disse um porta-voz do canal ao site norte-americano "The Wrap". A CBS também informou que removerá qualquer associação com o âncora.

Apresentador pediu desculpas

Ao "Washington Post", Charlie Rose pediu desculpas e disse estar "muito envergonhado" pelas acusações de assédio sexual.

"Nos meus 45 anos de jornalismo, fiquei orgulhoso de ser um defensor das carreiras das mulheres com quem trabalhei. No entanto, nos últimos dias, foram feitas reivindicações sobre o meu comportamento em relação a algumas ex-colegas do sexo feminino. É essencial que essas mulheres saibam que as ouço e que me desculpo profundamente pelo meu comportamento inapropriado. Estou muito envergonhado", respondeu o apresentador.

"Tenho me comportado de forma insensata às vezes e aceito a responsabilidade por isso, embora eu não acredite que todas essas alegações sejam precisas. Sempre senti que estava perseguindo sentimentos compartilhados, mesmo que agora percebesse que estava enganado. Aprendi muito com esses eventos e espero que os outros também. Todos nós, incluindo eu, estamos chegando a um reconhecimento mais novo e mais profundo da dor causada pela conduta no passado e alcançamos um profundo respeito pelas mulheres e suas vidas", completou Charlie Rose.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!