Topo

Famosos

Fátima se revolta com ataque a Titi: "É crime e não foi a primeira vez"

Reprodução/Globo
Fátima mostrou indignação aos comentários contra Titi o "Encontro" Imagem: Reprodução/Globo

Do UOL, em São Paulo

29/11/2017 11h54

Os comentários racistas de Day McCarthy contra Titi, filha de Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank, foram pauta no "Encontro com Fátima Bernardes" desta quarta-feira (29). A atriz Irene Ravache, uma das convidadas da atração, se mostrou indignada com a situação."Eu fico pensando o que passa na cabeça daquela senhora. O que é aquilo? Você agredir gratuitamente uma criança", declarou a atriz. 

"Acho que ninguém entendeu, infelizmente não primeira vez, então o Bruno e Giovanna deram queixa. E tem realmente, porque é crime, racismo é crime. Ela tem que responder por isso", disse Fátima sobre o caso. "E eu sei que o Bruno vai levar isso até o fim porque eu conheço a personalidade dele e é importante, porque essa moça já disse: 'Ah, magina que alguém vai me processar, porque eu tô longe', complementou Irene. Fátima também frisou que é importante que pessoas manifestem sua indignação e apoio a Titi. 

O escritor Fabrício Carpinejar também demonstrou sua revolta em relação ao caso. "Há uma banalidade do mal, acho que a web oferece, de ficar instruindo a vida dos outros, de ficar amaldiçoando a vida dos outros. Há uma impunidade nesse país, insuportável. E tem gente que apoia, tem gente que acha natural tentar destruir uma família", disse. 

Giovanna Ewbank publicou nesta terça-feira (28) uma bela foto em família, ao lado do marido, Bruno Gagliasso, e da filha Titi, para agradecer aos amigos e fãs pelas mensagens de apoio que eles receberam, depois que a socialite publicou um vídeo no Instagram com ofensas preconceituosas contra a menina de 4 anos. 

"Queremos agradecer por todas as mensagens e formas de carinho que recebemos nesses últimos dias. Estamos fortes e determinados em seguir fazendo o que é certo e buscar justiça. Não foi a primeira vez que passamos por isso, certamente não será a última, e sabemos que como a nossa filha, milhares de outras pessoas são vítimas de agressões e preconceitos diariamente nesse país. Como disse Gil, hoje o racismo não está mais velado e sim revelado, e mais do que nunca precisa ser encarado de frente por todos nós. Estamos juntos nessa luta. Obrigado por todo apoio. Vamos até o fim por amor, respeito e igualdade racial", disse Giovanna. 

 

 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!