Topo

TV e Famosos

Atriz revela o que Tônia fará para "segurar" o marido em "Outro Lado"

Tatá Barreto/Globo
A atriz Patrícia Elizardo interpreta a médica obstetra Tônia, casada com Bruno (Caio Paduan) em "O Outro Lado do Paraíso" Imagem: Tatá Barreto/Globo

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio

20/12/2017 04h00

Raquel (Érika Januza) ressurgiu poderosa na nova fase de "O Outro Lado do Paraíso" como a nova juíza de Palmas e, aos poucos, sem perceber, já abala o casamento de Bruno (Caio Paduan) e Tônia, vivida por Patrícia Elizardo. O delegado não esconde que continua apaixonado pela sua paixão do passado e pedirá a separação de Tônia em breve. A atriz adianta que sua personagem não vai desistir do marido e entrega para qual casal torce na novela de Walcyr Carrasco.

"Está difícil defender a Tônia, né? Esse é o grande desafio do ator, encontrar uma brecha para defender seu personagem. A Tônia vai lutar até o fim pelo Bruno. Mas, como cidadã, acho e acredito que o casal Bruno e Raquel é muito importante para esse momento da sociedade de tanta intolerância", diz.

Reprodução/Instagram
Bruno vai pedir a separação de Tônia para ficar com Raquel Imagem: Reprodução/Instagram

A atriz acredita que Tônia goste do Bruno de verdade, mas, errou, a partir do momento que caiu no jogo da sogra Nádia (Eliane Giardini). Para afastar o filho de Raquel, a matriarca armou o casamento do filho com a médica.

"Ela realmente gosta do Bruno. De fato, a sogra construiu uma armadilha para eles se conhecerem. A Tônia é solitária, só se relaciona com as pessoas do trabalho e se apaixonou pelo Bruno. Quando ele chega para ela para falar da Raquel, ela o acolhe e se apaixona. É uma paixão mais adulta."

"Ao longo do relacionamento que ela começou a tomar atitudes não muito honestas. Ela entra no jogo da sogra. Acho uma questão de desvio de caráter quando ela aceita forjar a gravidez e o aborto. O cenário do Bruno já não estava para o amor da Raquel por causa da sogra que planejou isso. A Tônia vai até as últimas consequências pelo amor do Bruno", completa.

Patrícia diz que existem mulheres como sua personagem que abrem mão do amor próprio por causa do outro e conta como ela agiria em uma situação dessas. "Passaram-se dez anos. Eles já têm uma relação de cumplicidade, uma amizade forte, mas ele reencontrou a Raquel e ele opta por não ficar mais com a Tônia. No meu caso eu prefiro um homem inteiro ao meu lado", opina.

Nos próximos capítulos, Tônia tentará fugir do assunto toda vez que Bruno falar em separação e até fingirá que está passando mal. Aos poucos, ela cai na conversa da sogra novamente e tenta se reaproximar do marido quando ele sai de casa para assumir seu relacionamento com a Raquel.

"Têm mulheres que são muito apaixonadas que são capazes de cometer atitudes ao extremo. Não significa que vai funcionar, claro. Às vezes estão muito apaixonadas e acabam esquecendo delas mesmas", analisa.

Na novela, Bruno pedirá ajuda ao pai para arrumar um advogado para tocar a separação dele, só que Gustavo (Luís Melo), instruído por Nádia, dará um jeito de protelar isso, o que deixará Raquel irritada.

Sete partos

Para que o parto de Clara (Bianca Bin) em "O Outro Lado do Paraíso" fosse bem perto da realidade, Patrícia Elizardo fez laboratório em hospitais antes da novela.

"Fiz consultoria com uma médica, assisti a uma cesárea em uma clínica particular, é uma mistura de tudo. Ficava escondida atrás da anestesista, eu ia relaxando a cada camada que iam cortando. Tenho o desejo de ser mãe, como muitas mulheres. Foi incrível. Logo depois fui fazer plantão em uma maternidade pública. Forma sete partos naturais durante 12 horas, muito emocionante", conta.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais TV e Famosos