Topo

TV e Famosos

Televisão

Ator Henrique César morre de câncer a três dias de comemorar 85 anos

O ator Henrique César Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

09/01/2018 16h34

Morreu, aos 84 anos, o ator Henrique César, com seis décadas de carreira e dezenas de trabalhos no cinema, teatro e televisão. Ele estava internado no hospital municipal Ronaldo Gazolla, no bairro de Acari, zona norte do Rio de Janeiro, com pneumonia e metástase de um carcinoma. Henrique César faria aniversário na próxima quinta-feira (11).

A morte de Henrique César foi confirmada pelo filho do ator, Ricardo Nimitz de Souza Oliveira, no Facebook. "Lamento informar a todos que meu querido pai e ator Henrique César acabou de falecer no Rio de Janeiro, às 15h15, no hospital municipal Ronaldo Gazolla, em Acari", escreveu na última segunda.

O velório de Henrique César acontecerá nesta quarta, no cemitério da Penitência (centro do Rio), a partir das 8h. O ator será cremado no mesmo dia, às 14h, no cemitério do Caju.

O filho de Henrique César tentou transferir o pai para um hospital especializado em câncer e tinha até uma ambulância preparada, mas os médicos proibiram o deslocamento porque o paciente não tinha condições de ser removido.

Em seis décadas de carreira, Henrique César atuou em mais de 60 trabalhos, entre filmes, séries, novelas e peças teatrais. No cinema, estreou na comédia "Vou Te Contá", em 1958, e seu papel mais recente foi no longa-metragem "Memórias Póstumas" (2001), adaptação do romance de Machado de Assis.

45 novelas

Henrique César interpretou Eugênio, o Gênio, em "Castelo Rá-Tim-Bum" (1994) Imagem: Reprodução/TV Cultura
Na televisão, atuou na série pioneira "O Vigilante Rodoviário" (1962). "Castelo Rá-Tim-Bum" (1994), da Cultura, "Mano a Mano" (2005), da RedeTV!, "Um Só Coração" (2004) e "Força-Tarefa" (2010), ambas da Globo, também estão no currículo de Henrique César.

O ator trabalhou em 45 novelas em praticamente todas as emissoras. Passou por Excelsior, Tupi, Band, Cultura, Manchete, SBT, Record e Globo. A primeira foi "Ilsa" (1964), na extinta Excelsior, onde também trabalhou em "Redenção" (1966), a mais longa da história da TV brasileira. Nos anos 70, dividiu-se entre novelas da Record e da Tupi.

Henrique César interpretou Dr. Moretti, amigo de Tide (Tarcísio Meira) em "Páginas da Vida" (2006) Imagem: João Miguel Júnior/TV Globo
Na Globo, atuou em "Passo dos Ventos" (1968), sexta novela das oito da emissora. Também integrou o elenco de "Bambolê" (1987), "A Viagem" (1994), "O Cravo e a Rosa" (2000), "Cabocla" (2004), "Páginas da Vida" (2006), "O Profeta" (2006), "Beleza Pura" (2008), "Caras & Bocas" (2009), "Passione" (2010), "Morde & Assopra" (2011) e "Guerra dos Sexos" (2012).

O trabalho mais recente de Henrique César foi uma participação em "Babilônia" (2015), como um cadeirante que protestou após tentar usar a rampa da calçada e ser impedido por causa do carro de Luís Fernando (Gabriel Braga Nunes).