Topo

Televisão

Ex-âncora do "JN" diz que perdeu as contas de quantas vezes foi assediada

André Lobo/UOL
Valeria Monteiro, ex-apresentadora do "JN" e do "Fantástico", diz ter perdido as contas de quantas vezes foi assediada ao longo da carreira Imagem: André Lobo/UOL

Do UOL, em São Paulo

09/01/2018 18h26

Longe da TV desde 2014, quando apresentou um especial no canal pago Viva, a ex-apresentadora do "Jornal Nacional" Valeria Monteiro revelou ter sido assediada várias vezes ao longo de sua carreira. Em um caso específico, sem citar nomes, a jornalista e pré-candidata à presidência da República relembrou o dia em que foi "agarrada" por um empresário.

"Não consigo fazer uma lista das pessoas que me assediaram. Tenho que fazer uma lista das pessoas que não me assediaram e dar parabéns, um prêmio”, disse. Ela também denunciou o pior abuso sofrido. “Eu fui contratada para fazer um trabalho comercial de um grande magazine que já quebrou, e o dono da loja me chamou no escritório e me agarrou", afirmou ela, em entrevista ao "TV Fama", da RedeTV!, nesta terça-feira (9).

Durante a entrevista, Valeria Monteiro não cita nenhum caso específico de assédio sofrido dentro da TV Globo, porque "normalmente eu tinha um relacionamento com alguém sério e isso me protegia de alguma forma."

Primeira mulher a dividir a bancada do "Jornal Nacional" com William Bonner, Valeria também comentou os rumores de que teria namorado o apresentador, ainda nos anos 1990. "A gente ficou amigo, mas não temos mais contato. Namorei bastante gente, mas ele não", garantiu.

Valeria Monteiro, 52, foi âncora do "Jornal Nacional" no início da década de 90. Passou ainda pelo "Fantástico", "Jornal Hoje" e o "RJTV". Depois de deixar a Globo, foi morar nos Estados Unidos, onde passou nove anos. Trabalhou na WNBC, emissora da rede NBC em Nova York, e pelo canal Bloomberg, até que conseguiu uma vaga de roteirista em uma produtora independente.

Fez cinco pré-roteiros de uma série sobre acidentes aéreos, mas com a tragédia de 11 de setembro de 2001, afirma que "todo trabalho virou pó". A jornalista voltou ao Brasil em 2002 e se dedica a sua produtora em Campinas.

Em setembro, Valeria anunciou que pretende se candidatar à presidência da República nas eleições de 2018.
 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!