Topo

TV e Famosos

Suzy ou Cido? Atriz revela por quem mãe de Samuel torce em "O Outro Lado"

Divulgação/TV Globo/Raquel Cunha
Depois de ser contra, Adinéia (Ana Lucia Torre) vai aceitar o relacionamento de Samuel (Eriberto Leão) com Cido (Rafael Zulu) Imagem: Divulgação/TV Globo/Raquel Cunha

Ana Cora Lima

Do UOL, no Rio

16/01/2018 04h00

Era para ser uma estadia tranquila por conta de uma gravidez de alto risco, mas a enfermeira Suzy (Ellen Roche) não vai ter sossego ao voltar a morar no apartamento do agora ex-marido Samuel (Eriberto Leão) nos próximos capítulos de “O Outro Lado do Paraíso”. Além de conviver com o assumido namorado do médico, Cido (Rafael Zulu), ela irá continuar sofrendo alfinetadas de Adinéia (Ana Lúcia Torre). Pior. Vai ver a sogra torcer pelo casal.

“Começamos a gravar as primeiras cenas dessa loucura. Imagina como vai ser essa casa com quatro pessoas tão diferentes e tão excêntricas? Nesse primeiro momento, Adinéia se alia ao Cido e os dois vão implicar com a Suzy, mas depois eu acredito que o jogo possa virar. Na verdade, a minha personagem só defende e protege o filho”, conta, entre risos, Ana Lúcia Torre.

Divulgação/TV Globo/Paulo Belote
Adinéia (Ana Lúcia Torre ) coloca babador em Samuel (Eriberto Leão ) durante um jantar Imagem: Divulgação/TV Globo/Paulo Belote
E por falar no filho da trama, a atriz tece elogios para Eriberto Leão. Para ela, o ator tem sido “incrível” em sua interpretação. “Ele estava numa linha muito tênue entre o caricato e a dramaticidade, a autenticidade e segurou, defendeu bem seu personagem desde o início da novela. Fico muito feliz por ele porque não é sempre que um ator tem uma oportunidade como essa e o Eriberto que sempre fez o machão, o gostosão e o mocinho agarrou esse papel. Ele foi atrás, pesquisou e trabalhou intensamente nos ensaios”.

Aos 72 anos, a atriz assume que adora Adinéia. “Gosto dela. Aliás, eu adoro fazer personagens divertidos e a repercussão dela junto ao público é muito boa. Vivo na ponte entre Rio e São Paulo e percebo que a reação bem positiva do público não só em relação a ela como a novela no modo geral. Isso nos dar muito prazer! Méritos do Walcyr [Carrasco, o auto] e do Maurinho [Mendonça Filho, o diretor]”.

Mãe do músico Pedro Lobo, de 32 anos, e avó de Marcos, de 11, e André, de 9, Ana Lúcia diz que teria uma atitude diferente caso tivesse vivido uma situação parecida com a de sua personagem.

“Não seria um problema para mim ter um filho gay porque eu acho que todo mundo pode ser o que quiser quando é livre e é respeitado. Cristão, muçulmano, azul, vermelho, gay, hetero... Se a pessoa tem um bom caráter, ela vai ter uma vida de respeito”, explica atriz que já ouviu de uma mãe que preferia ter um filho bandido do que homossexual. "Essa é uma questão que ainda está muito arreigada nessa sociedade que tem  o macho e a fêmea e quando isso acontece se esquece do ser humano”, completa.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais TV e Famosos