Topo

Novelas

Camila Morgado nega ter barrado escalação de youtuber em "Malhação"

João Cotta / TV Globo
Camila Morgado fala sobre polêmica com youtuber Imagem: João Cotta / TV Globo

Carolina Farias

Do UOL, no Rio

20/02/2018 22h14

A Globo realizou na noite desta terça-feita a coletiva de imprensa da nova temporada de "Malhação: Vidas Brasileiras". Intérprete de Gabriela, personagem central da trama, Camila Morgado, rebateu uma notícia veiculada na segunda-feira no jornal "Extra" de que ela teria barrado a escalação de uma youtuber. De acordo com a notícia, Bianca Andrade, do canal Boca Rosa, iria interpretar a filha de Camila na trama.

"Essa nota é falsa, eu nunca teria essa postura. Se uma pessoa é escalada para uma função é porque ela está apta. Quem sou eu para falar alguma coisa? Eu não sei [de onde veio a notícia] porque ela [Bianca] não fez parte das oficinas e das seleções desse grupo que foi escolhido. Eu não teria essa atitude", afirmou a atriz, em contato com UOL.

A Globo divulgou comunicado negando que Bianca tivesse participado do processo de seleção para "Malhação" e negou a informação do jornal. Por meio de seu departamento jurídico, Bianca também nega que tenha recebido convite ou participado de processo de seleção para "Malhação".

O elenco da nova temporada foi escolhido entre 600 jovens de várias partes do Brasil. Apesar de a novela se passar no Rio, com o bairro de Botafogo, na zona sul, como pano de fundo, os atores de fora da cidade não mudarão seus sotaques e aqueles que cantam e tocam vão mostrar suas habilidades em cena.

Escrita por Patrícia Moretzsohn, com supervisão de Daniel Ortiz e direção de Natalia Grimbergh, a nova temporada começa dia 7 e vai contar a história de Gabriela e mais 17 alunos da Escola Sapiência abordando questões como drogas, machismo, desemprego, assédio, racismo, entre outros assuntos que permeiam a atualidade.

Sobre o título "Vidas brasileiras", Camila usou um tom político para responder sobre o que é o Brasil para ela hoje. "Não compactuo com esse governo, que para mim é ilegítimo. Foi golpe, continuamos vivendo um golpe e vamos torcer pelas eleições", declarou.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!