Topo

Novelas

Com sotaque carioca, atriz francesa volta a TV em "Malhação"

TV Globo/Raquel Cunha
Yara Charry, atriz francesa perde o sotaque para personagem de "Malhação: Vidas Brasileiras" Imagem: TV Globo/Raquel Cunha

Carolina Farias

do UOL, no Rio

25/02/2018 04h00

Ela veio há quase dois anos para o Brasil e resolveu ficar. Yara Charry, atriz francesa que estrelou na Globo como Sophie em “Velho Chico”, em 2016, está no elenco de “Malhação: Vidas Brasileiras”. Descoberta pelo diretor brasileiro Luiz Fernando Carvalho, a jovem de 20 anos já aprendeu o sotaque carioca e ainda está se acostumando ao comportamento dos brasileiros, principalmente às abordagens dos homens.

“Cada país tem uma população com suas características. A Europa é diferente do Brasil por várias razões. Os brasileiros, incluindo os homens, são muito humanos, acolhedores. É abraço, beijo, muitas coisas. Lá somos mais distantes. Mas, se tem respeito, está tudo bem. Não tomei um susto, está ótimo”, afirmou a atriz.

Yara vai interpretar Jade Poitier, jovem franco-brasileira que sonha em ser cantora internacional. Na entrevista de apresentação da nova trama e elenco na última terça-feira (20), Yara se apresentou ao microfone ao lado em uma simulação de uma banda que os alunos formarão na trama. Entre as músicas que ela cantou estava o hit “Vai Malandra!”, de Anitta.

“Eu sempre cantei em inglês e em outras línguas. Quando surgiu para mim uma personagem que iria cantar, fiquei muito feliz”, contou a atriz, que tinha carreira de modelo e estudava marketing na moda na França.

Para falar bem o português sem sotaque estrangeiro, a atriz faz aulas e se diz esforçada para conseguir parecer carioca.

“Quando cheguei aqui para fazer ‘Velho Chico’ nunca tinha morado no Brasil, agora já estou aqui há quase dois anos. Estudo muito, vou à fonoaudióloga, faço aulas de português para perder sotaque e acho que consegui. Todos falam ‘você está muito carioca’”, conta a jovem.

A atriz veio para o Rio sozinha, sem nenhum membro da família, que ficou em Paris, cidade natal dela. A distância às vezes provoca em Yara um sentimento bem brasileiro: a saudade.

“Quando acabou ‘Velho Chico’ eu decidi ficar. Voltei só para ver a família, amigos e pegar minhas coisas. Mas a gente sempre sente falta da nossa cidade, sinto falta da minha casa. Estou sozinha aqui, mas foi escolha minha. Me acostumei com o calor, estou ótima. Tomei essa decisão e não me arrependo. Minha família me apoia”, afirmou.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!