Topo

Televisão

Canal History "censura" seios de CD dos Mamonas Assassinas e é criticado

Reprodução/Twitter
Canal History "censura" seios da capa do CD do Mamonas Assassinas na web Imagem: Reprodução/Twitter

Do UOL, em São Paulo

02/03/2018 15h33

O canal History lembrou os 22 anos da morte dos Mamonas Assassinas, nesta sexta-feira (2), com uma homenagem que pegou mal para os fãs da banda. Os perfis do canal pago nas redes sociais publicaram a foto do primeiro e único CD gravado pela banda com os famosos seios gigantes "censurados".

"Neste mesmo dia, no ano de 1996, chegava ao fim, de maneira trágica, a banda de rock/comédia Mamonas Assassinas. Eles deixaram músicas que até hoje fazem a alegria das pessoas. Qual sua música favorita dos Mamonas Assassinas?", perguntou o History no Twitter.

Em vez de respostas, o canal recebeu críticas pela foto com os seios da capa do CD escondidos. "Censurar a capa do CD? Isso é ridículo", reclamou um rapaz no Twitter. "Censurar uma capa de CD é a coisa mais ridícula é um desrespeito a banda", repudiou outro internauta no Facebook. "Que censura é essa na capa?", questionou uma mulher no Instagram.

Outros seguidores reagiram à "censura" publicando a capa do CD dos Mamonas com os seios expostos. O History respondeu aos seus seguidores que escondeu os seios da capa do CD dos Mamonas para evitar que as próprias redes a censurem: "É para prevenir que a plataforma identifique como conteúdo impróprio e censure a postagem".

Os seios da capa dos Mamonas, como eles revelaram em entrevistas da época, foram inspirados no ensaio nu de Mari Alexandre para a revista "Playboy", em 1992. O álbum, lançado em 1995, superou 2,4 milhões de cópias e tornou-se um dos mais vendidos do Brasil.