Topo

Televisão

"The Noite" volta com MC Loma, presidenciáveis e pegadinha em jornalistas

Paulo Pacheco/UOL
Danilo Gentili, Juliana Oliveira, Murilo Couto e Léo Lins apresentam a nova temporada do "The Noite", talk show do SBT Imagem: Paulo Pacheco/UOL

Paulo Pacheco

Do UOL, em São Paulo

12/03/2018 04h00

Há quatro anos no ar, "The Noite" voltará com programas inéditos nesta segunda-feira (12), no SBT. E a concorrência promete ser forte desde o começo. Se na Record Fábio Porchat gravou com Jojo Todynho, do hit "Que Tiro Foi Esse", Danilo Gentili terá MC Loma e as Gêmeas Lacração, donas de "Envolvimento". O trio impressionou o humorista.

"Meu sonho é vir gente legal e divertida. Tive uma entrevistada dos sonhos na primeira semana, MC Loma. As três meninas foram demais, eu não as conhecia pessoalmente e me surpreendi", elogiou o apresentador durante entrevista aos jornalistas para apresentar a nova temporada do "The Noite".

Reprodução/Instagram
Danilo Gentili posa com MC Loma e as Gêmeas Lacração Imagem: Reprodução/Instagram
Embora reconheça a concorrência, Danilo Gentili não assiste ao "Conversa com Bial" nem ao "Programa do Porchat". "Pareço o cara que trabalha fritando batata e quando chega em casa quer saber de tudo, menos de batata. Durante todo o ano, não vi Bial, Porchat nem a mim. Ficava jogando videogame com o diretor, o Léo Lins e os roteiristas. É bom, porque me livra da armadilha de olhar para os outros, aquele negócio de olhar o gramado do vizinho e não cuidar do seu", disse ao UOL.

Danilo Gentili também elogiou Pedro Bial por oferecer uma alternativa diferente ao seu programa e ao de Porchat, mais humorísticos. "Acho que o Bial faz muito certo. Ele não tenta fazer um talk show de entretenimento, e sim um programa de entrevistas, que é para o cara que fala: 'Ah, já tem o Porchat e o Danilo com essas graças, quero ver algo mais sério' e vê o Bial. No lugar dele, talvez seja o que eu tentaria fazer mesmo. Ele é uma opção entre dois late nights. O cenário está bom e saudável", avalia.

Presidenciáveis

Em ano eleitoral, o humorista também deseja convidar candidatos à Presidência da República, como fez em 2014, e, mesmo crítico da esquerda, diz que respeitará opiniões contrárias às suas durante as entrevistas.

"Já entrevistei várias pessoas de direita e de esquerda, porque entendo que o talk show é o espaço para conversar livremente e a estrela não sou eu, e sim o entrevistado. Não trago alguém para provar que tenho razão e ele está errado. Já entrevistei Bolsonaro, Jean Wyllys, Luciana Genro e Levy Fidelix, e em todo momento deixo a pessoa falar tudo que acredita. Não é um programa de correção de discurso. Aliás, não sou contra candidatos que não concordo. Sou contra o cerceamento de liberdade de expressão", afirma.

Pegadinha com jornalistas

Parte do "The Noite" foi gravada no último dia 1º, durante a entrevista do elenco à imprensa, mas de forma diferente. Os jornalistas convidados caíram em uma pegadinha e, sem saber, participaram do "Mestre Mandou", quadro em que um integrante do programa precisa obedecer às ordens dos outros.

O UOL também foi "vítima" da brincadeira ao tentar entrevistar Danilo Gentili. No início, a conversa parecia acontecer tranquilamente, mas o humorista começou a agir de maneira estranha com o repórter, que minutos depois percebeu se tratar de uma brincadeira e entrou no jogo. O resultado irá ao ar na estreia da nova temporada, nesta segunda.

Newsletters

Mauricio Stycer traz análises exclusivas sobre TV e Famosos.

Quero receber