Topo

Televisão

"Enquanto não agir no social, violência não diminui", diz Fátima Bernardes

Reprodução/Globo
Fátima Bernardes fala sobre intervenção militar no "Encontro" Imagem: Reprodução/Globo

Do UOL, no Rio

22/03/2018 12h43

Fátima Bernardes se posicionou sobre a violência do Rio de janeiro no "Encontro" desta quinta-feira (22). A apresentadora aproveitou que o ator Igor Angelkorte destacou que a vereadora Marielle Franco era contra a intervenção militar no estado.

"Ela dizia que a intervenção pela intervenção não resolveria sem uma ação social. Que era o que já dizia que a UPP pela UPP não resolveria sem uma ação social. Enquanto a gente não agir no social, a gente não vai diminuir a violência, que atinge também policiais militares. Ontem no Rio morreu mais um, foram 33 só esse ano. É uma violência que atinge a todos nós e que a gente tem que estar acima disso", disse Fátima.

"A gente não pode sossegar enquanto não encontrarmos os mandantes da execução da Marielle. Queria lembrar uma coisa importante. A Marielle era contra a intervenção militar das forças de segurança, é importante a gente lembrar. Muitas vezes com essa violência, a gente acredita que investir mais e mais na intervenção seja uma solução, não era o que a Marielle acreditava. Era acreditava numa solução muito mais a longo prazo", comentou Igor no programa.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!