Topo

Famosos

Empresa de cosméticos é condenada a indenizar Gloria Pires em R$ 80 mil

Raquel Cunha/Globo
A atriz Gloria Pires Imagem: Raquel Cunha/Globo

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio

27/03/2018 11h11

A empresa Nutralogistic foi condenada a indenizar  Gloria Pires em R$ 40 mil por danos morais. O valor atualizado do processo, de 2012, chega a R$ 80 mil, e a empresa ainda terá que pagar o dano material, que será um valor calculado com um parâmetro recebido por Gloria em contratos de produtos, caso houvesse autorizado a veiculação de sua imagem em material publicitário, acrescido de juros e correção monetária.

A empresa de cosméticos divulgava fotos da atriz, sem autorização das imagens, em propaganda de creme contra rugas na internet.

"É uma empresa de marketing digital no Facebook que usa fotos de atrizes oferecendo produtos com promessas milagrosas. No caso da Gloria, era um creme que dizia tirar rugas em 20 dias", explicou o advogado da atriz, Ricardo Brajterman ao UOL.

No processo consta que "explorar comercialmente a imagem de uma das maiores atrizes do Brasil sem a devida autorização infringe conceitos básicos de boa-fé correção e probidade configurando ainda o uso de 'carona' no prestígio e boa fama construídos ao longo de muitos e muitos anos pela atriz Gloria Pires.

A decisão foi da juíza Maria Cristina Slaibi, da 3ª Vara Cível do Rio de Janeiro. A empresa ainda pode recorrer ou tentar um acordo com a atriz.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!