Topo

Televisão

"Não acredito em religiões, pessoas se matam por isso", diz Maitê Proença

Divulgação
Maitê Proença com a apresentadora Daniela Albuquerque no "Sensacional" Imagem: Divulgação

Colaboração para o UOL

30/03/2018 17h00

Maitê Proença falou sobre a vida, carreira e fé no "Sensacional" de quinta-feira (29). A atriz, em cartaz até domingo (1º) com "A Mulher de Bath" em São Paulo, afirma que não frequenta igrejas nem segue ideologias.

"Não acredito em religiões nem siglas, nessas coisas que estão dividindo o Brasil, nessas polaridades. As pessoas se matam por isso. São um conjunto de regras que não podem mudar, não tem nada a ver com o sagrado", critica, dizendo também o que acha da ideia de casamento.

"Casamento não tem fórmula. Tem gente que fica junto dez anos, depois se casa e em dois meses não quer mais se ver. Tem gente que se casa em uma semana e fica junto a vida inteira. Tem casamento arranjado no Paquistão. Como duas pessoas são sempre únicas, aquela simbiose também é única. Não tem receita. A gente vai entendendo com o tempo que não pode levar as coisas a ferro e fogo, que há concessões que devem ser feitas de ambos os lados", avalia.

Com 40 anos de carreira, contando o período em que aprendia teatro com Antunes Filho, Maitê observa como as mudanças que aconteceram nas últimas décadas a afetaram. "O mundo mudou completamente. A gente tem outra rotina, é tudo diferente. O tempo virou um luxo, ninguém tem. E eu também acho que mudei bastante, acho que de dez em dez anos eu mudo. Olho para trás e falo: 'Nossa, eu pensava aquilo, né? Pois não penso mais'".

Newsletters

Mauricio Stycer traz análises exclusivas sobre TV e Famosos.

Quero receber