Topo

Televisão

Ratinho não cumpre promessa de tirar bigode após vitória do Corinthians

Reprodução/SBT
Ratinho não cumpriu a promessa de raspar o bigode durante o seu programa, ao vivo, no SBT, nesta segunda-feira (9) Imagem: Reprodução/SBT

Do UOL, em São Paulo

09/04/2018 23h42

Palmeirense assumido, o apresentador Carlos Massa, o Ratinho, não cumpriu a promessa de raspar o bigode durante o seu programa, ao vivo, no SBT, nesta segunda-feira (9). Ele havia prometido tirar o bigode caso o Palmeiras perdesse a final do Campeonato Paulista para o Corinthians no Allianz Parque, no último domingo.

"Levaram o 'olé' e roubaram o gol, o jogo não foi justo, o gol não foi justo. Foi uma roubalheira", protestou o apresentador. "[Mas] promessa é promessa! Vou tirar o bigode. Quando o cara faz a promessa, tem que cumprir", afirmou ele.

O apresentador enrolou durante quase duas horas e, no final da atração, ele chegou a subir em uma cadeira montada no palco, mas o tempo já havia se esgotado.

Na semana passada, Ratinho se entusiasmou com a vitória do Palmeiras contra o Corinthians na primeira partida da final do Paulistão. Na ocasião, o apresentador provocou o rival e declarou.

"A respeito do jogo de sábado, num clássico tem que respeitar o resultado. Está todo mundo me cobrando para comentar, mas por que eu vou comentar? Tem que respeitar. Sinceramente… Dá um close em mim por favor, tenho que ser sincero”, começou Carlos Massa. “E se o Palmeiras perder, eu raspo o bigode”, prometeu.

Depois que o Palmeiras perdeu o jogo de volta, Ratinho recebeu uma enxurrada de comentários de internautas --principalmente dos corintianos-- pedindo para que ele cumprisse a promessa. Dito e feito. O apresentador apareceu em seu programa, nesta segunda-feira, mas fugiu do assunto. E da promessa. 

"Vou ser presidente do Palmeiras"

A paixão do Ratinho pelo clube é antiga. Tanto é que, depois de cair para a Série B do Brasileirão, em 2012, e voltar à elite em 2013, o apresentador chegou a declarar em entrevista ao jornal "Folha de S. Paulo" que gostaria de se tornar presidente do alviverde

"A torcida do Palmeiras é um manto sagrado (...) Quando a votação for aberta e todos os associados puderem votar, eu vou ser candidato à presidência do Palmeiras e vou ganhar a eleição", afirmou ele.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!