Topo

Segundo Sol

Giovanna Lancellotti ousa no look para a festa de "Segundo Sol"

Paulo Belotte/Globo
Giovanna Lancelotti durante o lançamento de "Segundo Sol" Imagem: Paulo Belotte/Globo

Laís Gomes

Do UOL, no Rio

09/05/2018 08h31

Diferente da maioria das mulheres do elenco de "Segundo Sol", Giovanna Lancellotti ousou no look para a festa da novela que aconteceu nesta terça, 8, no Circo Voador. A atriz chegou com um microvestido decotado e transparente para o evento. À imprensa, ela justificou a escolha do look: "Já vim de Rochelle, que é pra dar uma inspirada”, disse ela, citando o nome de sua personagem na trama. A atriz vai interpretar uma digital influencer.

“O lance dela ser influenciadora pra mim é mais um detalhe, busquei umas referências, umas pessoas que tem um quê de Rochelle. Minha maior dificuldade foi a maldade, foi mais difícil de alcançar. Nessa preparação acho que foi isso. Fiz a Bélgica que era uma vilazinha, que estava se descobrindo, se permitindo fazer uma bobagem ou outra. Essa personagem já tem o caráter formado e faz maldade sem motivo. Já está nela isso. Vocês podem esperar de tudo nela, é insensível em relação à família. Mas é uma personagem divertida”, conta Giovanna.

De franja e cabelo vermelho, ela conta que estranhou o novo visual. "Mudei bastante, mudei a cor, nunca tinha usado franja. Acho que é a cara dela. Não sei se usaria na vida real. Ela tem umas roupas bem curtas, não to pode do vacilar na academia, estou indo todo dia. Hoje em dia tenho um gosto pela saúde maior, mas antes, quando era mais nova, não tinha hábito de malhar. Fui pegando com o tempo", conta.

A novela se passa na Bahia e a atriz, que tem o sotaque do interior de São Paulo, fez aulas de prosódia para incorporar a personagem. “Já fiz sotaque da Bahia em 'Gabriela'. Escutar atores baianos me ajuda. Fizemos aula de prosódia. [Estou] Ouvindo muita Daniela Mercury, Ivete”.

E não foi só na música baiana que Giovanna se aprofundou, ela conta que também aproveitou para experimentar a culinária típica do estado. “Já passei quatro, cinco carnavais na Bahia, em Salvador, já conheci e já gostava. Fiquei feliz quando fui trabalhar lá, a culinária é muito gostosa, tem muito sabor”.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!