Topo

Televisão

Kadu Moliterno relembra perrengues de "Armação" e promete que filme sai

Cedoc/TV Globo
Kadu Moliterno interpretava Juba em "Armação Ilimitada" Imagem: Cedoc/TV Globo

Colaboração para o UOL

09/05/2018 06h28

Kadu Moliterno foi ao "The Noite" de terça-feira (8) falar da carreira e relembrou os tempos da série "Armação Ilimitada" (1985/88). O ator, que tem 65 anos e 49 de carreira, recordou os percalços que passou nas gravações, com direito até a afastamento para cuidar da saúde.

"Sofri alguns acidentes: perdi dois caninos, levei treze pontos na perna, quebrei três costelas, fui atropelado em cena. Era eu e a Luiza Tomé, um carro passava metralhando e a gente se jogava no colchonete. Na segunda vez que gravamos o dublê veio rápido demais com o carro. Ela saiu ilesa, eu fiquei 20 dias no hospital. Me mandaram para uma ilha, esconderam da imprensa, não deixaram ninguém saber da história até eu me recuperar", detalha.

Apesar disso, daqueles tempos ele só tem boas lembranças. 'Você era o Juba ou era o Lula?' é a pergunta que eu mais escuto, no aeroporto, em todo lugar. Eu achava que Juba era quem tinha cabelo, eu queria ser o Lula". 

O politicamente correto talvez impedisse a série de ser produzida hoje. "'Armação' é atual, atemporal, moderno. Eles tinham a mesma namorada e adotaram uma criança. O preconceito aumentou bastante hoje em dia e não seria possível. Houve uma regressão", analisa.

Quem tem saudade da dupla Juba e Lula pode se animar: Moliterno garante que o filme da dupla, há muito tempo falado, fica pronto no ano que vem.  "A gente luta por um filme há 8, 10 anos. Vai sair a última aventura. O Bacana [Jonas Torres] já está confirmado. A Andréa [Beltrão, que vivia Zelda] foi convidada, está para dar uma resposta. A gente mantêm o argumento do filme em segredo porque é legal manter um mistério, está guardado a sete chaves".

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!