Topo

Famosos

Aos 93 anos, morre Eloísa Mafalda, a Dona Pombinha de "Roque Santeiro"

Divulgação/TV Globo
A atriz Eloísa Mafalda Imagem: Divulgação/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

17/05/2018 09h16

Eloísa Mafalda morreu aos 93 anos nesta quarta-feira (16), em Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro, por causa natural. A notícia foi confirmada ao UOL pelo filho da atriz, Marcos Teixeira. 

Durante a carreira, Eloísa viveu importantes personagens na TV brasileira como Dona Pombinha em "Roque Santeiro" (1985) e Dona Nenê na primeira edição da série "A Grande Família" (1972). Ela deixa dois filhos, Mirian Teixeira e Marcos Teixeira, dois netos e dois bisnetos. De acordo com informações da família, o enterro será em Jundiaí, interior de São Paulo.

O neto da atriz, Marcello Berro se despediu da avó com uma homenagem publicada em sua conta do Facebook. "Foi a primeira mulher que me pegou no colo. Sim! Antes de colocarem no colo da minha mãe, ela pegou da mão da obstetra e disse: - É meu neto! Nosso amor sempre foi explícito. Quando aprendi a escrever, escrevi em todos os livros da casa dela, listas telefônicas, paredes, gavetas."

Leia também:

Relembre a carreira de Eloísa Mafalda, uma das atrizes mais queridas da TV

Papéis marcantes

Divulgação/Globo
Eloísa Mafalda e Jorge Dória interpretaram Dona Nenê e Lineu na primeira versão de "A Grande Família" (1972) Imagem: Divulgação/Globo
Mafalda Theotto, mais conhecida como Eloisa Mafalda, nasceu em 18 de setembro de 1924. Ela começou a carreira na rádio e estreou na televisão na TV Paulista.

Na Globo, realizou trabalhos marcantes que a popularizaram com papéis como a Dona Nenê, da primeira versão de "A Grande Família" (1972), Maria Machadão, de "Gabriela" (1975), Gioconda Pontes, de "Pedra Sobre Pedra" (1992) e Manuela, do remake de "Mulheres de Areia" (1993). Ela ainda deu vida a Dona Pombinha, da novela "Roque Santeiro" (1985). 

Seu último trabalho foi na novela "O Beijo do Vampiro" (2002), em interpretou Dona Carmem. 

Eloisa ainda teve experiência no cinema, sendo seu primeiro filme o longa-metragem "Somos Dois", de 1950. Ela ainda atuou em "Simão, o Fantasma Trapalhão" (1998).