Topo

Televisão

Apadrinhado por Anitta, ex-Rebelde lança música e tem data para voltar à TV

Gabriel Solano/Divulgação
Micael Borges no clipe "Sem Ela Não Dá" Imagem: Gabriel Solano/Divulgação

Paulo Pacheco

Do UOL, em São Paulo

28/05/2018 04h00

Sucesso da Record em 2011, a versão brasileira de "Rebelde" levou ao estrelato os seis protagonistas, que até hoje carregam uma legião de fãs nas redes sociais. Todos os atores principais migraram para a Globo, menos Micael Borges. Por quê? Ele optou por se dedicar à música, mas só agora, "apadrinhado" por Anitta, ele conseguirá voltar à TV, em "O Tempo Não Para", próxima novela das sete.

"Eu estava na música, né, cara? Eu escolhi. Rola essa coisa de 'Cadê você?'. As pessoas esquecem. Eu escolhi a música e me entreguei a ela. Respiro música e resolvi me dedicar. E agora veio o momento certo e está acontecendo" explica Micael em entrevista ao UOL.

Reprodução/Instagram/micael
Micael Borges posa com seu núcleo na novela "O Tempo Não Para" Imagem: Reprodução/Instagram/micael
Na trama, que tem estreia prevista para julho, ele fará um falso personal trainer e se envolverá com Aline Dias, ex-"Malhação". De volta às novelas após seis anos, o ator e cantor conta que precisou recusar convites para TV para consolidar a carreira musical. Por isso, foi o último "rebelde" a ir para a Globo.

"Estava segurando testes para filmes e novelas. Depois que a Anitta chegou e o projeto ganhou mais consistência, achei que seria legal fazer testes e mostrar de novo que estou aberto como ator. E não demorou muito. É um momento muito legal de poder fazer uma novela com um trabalho musical em andamento. Era exatamente isso que a gente queria. Normalmente, quando a gente começa uma novela, o trabalho musical acaba ficando um pouco esquecido. Estou muito feliz, estava com muita saudade", comemora.

"Madrinha" Anitta

Antes de Anitta, Micael Borges cantou com o grupo Melanina Carioca ao lado outros amigos atores, como Roberta Rodrigues, Marcello Melo Jr. e Jonathan Azevedo. Ele saiu do grupo, virou pai de Zion (hoje com quatro anos) e mantinha a carreira morna até 2017, quando a cantora decidiu empresariá-lo.

Da parceria, surgiu o hit "A Noite Toda", com mais de 8 milhões de acessos no Spotify e no YouTube. Na última sexta-feira (25), ele lançou o segundo single, "Sem Ela Não Dá". Ele também prepara uma nova música, desta vez cantando com sua empresária. Para o cantor de 29 anos, ter Anitta como "madrinha" mudou sua carreira.

Reprodução/Instagram/micael
Anitta e Micael Borges Imagem: Reprodução/Instagram/micael
"Quando decidi optar pela carreira solo, fui desenvolvendo e evoluindo até encontrar a Anitta, que, sem dúvida, foi um passo muito, muito importante. Está sendo um divisor de águas. Esse suporte todo que ela tem para oferecer só tem a acrescentar. O sentimento de gratidão é imenso. Eu notei diferença, ela sabe trabalhar muito bem. Essa evolução é notável, não só de as pessoas conhecerem mais o meu trabalho, mas também como artista. Ela tem uma maturidade para os negócios surpreendente, deixa qualquer um boquiaberto", elogia.

"Rebelde" para sempre

Mesmo longe da TV, Micael ainda é seguido de perto pelos milhares de fãs de "Rebelde". Ele costuma ser ativo nas redes sociais e participa de grupos de WhatsApp: "Mantenho contato e dou até bronca. É uma galera que realmente me segue. Eles fazem o meu trabalho chegar a todos os lugares. O meu sentimento é amor e gratidão por tudo que eles fazem. Eu os chamo eles de 'máfia', um clã do Micael", brinca.

O ator considera que a novela da Record (que, como a versão mexicana, originou um grupo musical) foi fundamental para ele decidir seguir a carreira como cantor. Ele afirma manter relação com os outros "rebeldes" e espera encontrá-los mais vezes quando começar a gravar "O Tempo Não Para".

Munir Chatack/Record
Micael Borges em "Rebelde" Imagem: Munir Chatack/Record
"Encontrei o Chay, a gente pulou, se abraçou, dei uma carona para ele inclusive. Ainda não encontrei a Sophia [Abrahão, sua ex-namorada] por causa dos horários, mas quando estiver gravando com mais frequência é capaz de a gente se encontrar. A Mel [Fronckowiak] estava morando do lado da minha casa. Ela me mandou uma mensagem: 'Mica, você está morando aqui!'. Encontrei e deu um abraço nela. A gente foi uma família e se ama", conta.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!