Topo

Televisão

Baby do Brasil relembra Novos Baianos: "Vivíamos como uma tribo"

Divulgação/Record
Baby do Brasil no "Programa do Porchat" Imagem: Divulgação/Record

Do UOL, em São Paulo

30/05/2018 02h33

Baby do Brasil falou da convivência nos tempos do grupo Novos Baianos no "Programa do Porchat" desta terça-feira (29). A cantora, que retomou a parceria com Pepeu Gomes, Paulinho Boca de Cantor e Moraes Moreira além de seguir carreira solo, explicou como funcionava o esquema de vida entre eles.

"A gente sempre foi muito família e louco porque era uma barra pesadíssima, você não podia sair na rua que seria preso a qualquer momento pela Ditadura Militar. Então alugamos um sítio por dez anos. Montávamos cabanas de crochê. Vivíamos como uma tribo, foi maravilhoso, momentos sensacionais", conta.

Ela nega que o clima hippie tenha proporcionado orgias. "Pensavam que eu era mulher dos Novos Baianos, mas era a mulher de um só, só do Pepeu mesmo. A gente ficava muito incomodado quando achavam que era só promiscuidade, queríamos passar aquela coisa de irmandade, de fazer tudo sem ser com o dinheiro em primeiro lugar"

Filhos

Baby explica os nomes exóticos dos seis filhos - Sarah Sheeva, Zabelê, Nãna Shara, Pedro Baby, Krishna Baby e Kriptus Baby. "Quando os filhos foram nascer, eu queria cooperar com nomes novos, pedi para o Pepeu escolher.  O Pedro foi para homenagear o Pepeu, por ser o primeiro filho homem. Mas e a mãe que pariu? Virou Pedro Baby".

Aos 65 anos, a cantora segue cheia de disposição, puxando até trio elétrico, como no último dia 20, na Virada Cultural, em São Paulo. "Tem que estar muito saudável. Às vezes leva seis, sete horas um trajeto e eu não sinto nada. Quando acabei o trio elétrico em salvador, fui para casa de um amigo e dancei até 5h30 da manhã".

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!