Topo

Televisão

Humorista do "Choque de Cultura" fala sobre personagem: "É o autoritarismo"

Reprodução/Globoplay
Choque de Cultura no "Conversa com Bial" Imagem: Reprodução/Globoplay

Do UOL, em São Paulo

30/05/2018 02h53

Os humoristas do programa "Choque de Cultura", sucesso da web, falaram sobre inspirações no "Conversa com Bial" desta terça-feira (29). Caito Mainier, intérprete do personagem Rogerinho do Ingá, comentou que se baseou em figuras muito comuns no Brasil: homens que gostam de afirmar autoridade mas não se aliam a nenhuma bandeira política.

"O Rogerinho é mais complexo do que isso, claro, mas no fim é representa um cara autoritário, é o autoritarismo mesmo. Não obrigatoriamente é um cara coxinha, mas é um cara autoritário, independente de qualquer bandeira", explicou.

O "Choque de Cultura" é formado por Caito Mainier (Rogerinho do Ingá), Raul Chaquer (Maurílio), Leandro Ramos (Julinho da Van) e Daniel Furlan (Renan). Caito comentou que seu personagem surgiu a partir de um motorista que conheceu na época em que fazia o percurso entre Niterói e a capital do Rio de Janeiro.

"Eu conheci um cara, motorista de van, que eu pegava todo dia porque morava em Niterói e estudava na PUC. Lembro que ele falava tudo de maneira muito assertiva, e falava de boa qualquer tipo de barbaridade. Era o cara que falava que ia agredir alguém de boa, como se fosse uma coisa tranquila".

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!