Topo

Famosos

"Não gostava de ser magra", diz Mayra Dias, Miss Brasil deste ano

Reprodução/Band
Miss Brasil Mayra Dias Imagem: Reprodução/Band

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

03/06/2018 04h00

Eleita a Miss Brasil de 2018, a jornalista Mayra Dias, de 26 anos, experimentou não só o doce sabor da vitória nos últimos dias desde sua coroação. Após ganhar o título máximo do concurso no país, no sábado (26), a representante do Amazonas viu aflorar o preconceito contra a região Norte do país e perdeu todas as fotos de suas redes sociais após a invasão de um hacker.

Em entrevista ao UOL, Mayra contou como ficou chateada por uma ofensa que recebeu no Twitter. “Ele [o internauta] disse algo assim, que a Miss Brasil tinha sido eleita no Estado onde tinham mais pessoas feias. Para mim, foi lamentável ainda existirem pessoas que pensam desta forma. Nosso Brasil tem uma diversidade muito grande e todos lugares têm as suas belezas. É triste, mas procuro não ligar para isso.”

A nova miss, que levanta a bandeira do empoderamento feminino, ainda se viu alvo da invasão de um hacker a suas contas pessoais nas redes sociais. Seu Instagram e Facebook tiveram as senhas alteradas e ela perdeu todas as fotos – que mostravam, por exemplo, bastidores do concurso e as vitórias em cada uma das etapas.

“Ele invadiu na terça-feira (29) e fiquei bem triste... Tinha toda minha trajetória. Eram muitas fotos! Eu sempre procurei postar bastante, até porque as redes são uma forma de me aproximar dos nossos fãs. Eu poderia mostrar minha rotina [após a vitória no concurso], mas não pude porque tive minhas contas hackeadas”, lamenta ela.

Com a ajuda de um amigo, Mayra recuperou suas contas e já começou a reabastecê-las. “São os prós e contras mesmo... O importante é que agora está tudo sob controle”, avalia. Ela disse que ainda pretende registrar um boletim de ocorrência e, quem sabe, descobrir o criminoso.

“Quero saber quem é, até porque ele tentou entrar em contas de outras misses”, diz.

"Eu não gostava de ser magra"

Reprodução/Instagram
Mayra Dias volta a interagir com os fãs nas redes sociais após ter suas contas hackeadas Imagem: Reprodução/Instagram

Natural de Nova Olinda do Norte, Mayra Dias se mudou ainda pequena com os pais e os três irmãos para Itacoatiara, no Amazonas. Filha de professora e vereador já aposentados, ela foi atrás de seus sonhos e se mudou para Manaus com o objetivo de fazer faculdade de jornalismo.

Ela terminou o curso e se especializou em assessoria de imprensa na pós-graduação, além do curo de rádio e TV que também concluiu. Foi ainda durante os estudos que surgiu a primeira oportunidade de disputar um concurso regional de miss.

“Um amigo fez a minha inscrição porque ele achava que eu tinha potencial. Eu, particularmente, não gostava muito pelos apelidos que eu já tinha recebido... Eu não gostava de ser magra. Apelidavam-me de vários nomes, como Olivia Palito. Mas hoje eu vejo que precisava desse corpo para participar dos concursos e aprendi a gostar desse mundo. Não ligo mais para críticas. Se for construtiva, absorvo o que é bom”, garante ela, eu tem 1,75 de altura e 56 quilos.

Mayra não tem problema em dizer que passou por intervenções estéticas. Ela colocou 290 ml de silicone nos seios e fez rinoplastia. “Eu não fiz [as mudanças estéticas] pelo concurso. Eu fiz por mim e pela minha autoestima. Não sou contra cirurgias estéticas e o que fiz foi sem exagero”. 

Ela é a segunda amazonense a representar o Brasil no Miss Universo, quebrando um jejum de mais de 60 anos – a última vez foi quando Terezinha Morango ostentou o título, em 1957. Para ela, a vitória é uma superação pessoal. A miss lembra que já havia perdido o concurso regional em duas edições anteriores e explica: “Essa era minha última oportunidade, porque tenho 26 anos [o limite para participar do concurso]. Foi com certeza uma volta por cima e tenho um orgulho enorme”.

Newsletters

Mauricio Stycer traz análises exclusivas sobre TV e Famosos.

Quero receber