Topo

Famosos

Jolie não pode monitorar conversa entre Pitt e os filhos, determina Justiça

Grosby Group
O casal Angelina Jolie e Brad Pitt passeia com os seis filhos pelas ruas de Nova Orleans (20/3/11) Imagem: Grosby Group

Do UOL, em São Paulo

12/06/2018 18h18

Angelina Jolie pode perder a custódia dos seis filhos, fruto do seu relacionamento com o ator americano Brad Pitt, caso não obedeça as novas regras determinadas pela Justiça dos EUA. As informações foram publicadas pelo portal TMZ, nesta terça-feira (12).

Segundo a publicação, o juiz que trata do processo de divórcio do casal acredita que é "prejudicial" para as crianças Jolie continuar a restringir o acesso do pai a eles.

A reportagem diz ainda que o juiz determinou a total liberdade a Brad, que, a partir de agora, poderá ligar e enviar mensagens às crianças, sem que sejam monitorados por Jolie.

Angelina Jolie e Brad Pitt ficaram juntos por 12 anos. Eram considerados um dos casais mais glamourosos de Hollywood, mas se separaram oficialmente em setembro de 2016. Eles têm três filhos biológicos e três adotados.

Logo após o anúncio da separação, os advogados da atriz disseram que a decisão foi tomada "pelo bem da família".

Boatos apontaram para crises de nervosismo de Pitt e sinais de agressão contra os filhos. Investigado pelas autoridades, o ator foi inocentado. Na entrevista, Angelina garantiu que ela e Pitt sempre tentam pensar no melhor para a família e superar os desafios. "Foi uma época difícil", admitiu.  

Newsletters

Mauricio Stycer traz análises exclusivas sobre TV e Famosos.

Quero receber