Topo

Famosos

Naldo é condenado a prisão por agredir Moranguinho, mas pena é suspensa

AgNews
Naldo Benny e Ellen Cardoso, Mulher Moranguinho Imagem: AgNews

Do UOL, no Rio

15/06/2018 15h57

Naldo foi condenado a quatro meses de prisão por ter agredido e ameaçado sua mulher Ellen Cardoso, em dezembro do ano passado. O cumprimento da pena, no entanto, foi suspenso e, pelo prazo de dois anos, ele terá de cumprir regras estabelecidas na sentença.

Na decisão, proferida na semana passada, a juíza afirma que foi "comprovada a existência e autoria do crime de ameaça, pois o réu, em desígnio específico, ameaçou a ofendida de morte, que provocou profundo temor na ofendida".

"O cantor Naldo Benny compareceu à audiência, onde o mesmo tomou ciência da determinação do Juiz. Nessa diretriz, Naldo faz jus ao benefício de suspensão da execução da pena. O juiz determinou que, ao invés de cumprir a pena de quatro meses, ele deveria comparecer em juízo mensalmente para justificar suas atividades, avisar quando ficar mais de 30 dias fora da Comarca do Rio de Janeiro. Vale ressaltar que essas determinações já estão sendo cumpridas pelo meu cliente", afirmou a advogada Elizabeth Medeiros, em comunicado enviado nesta sexta-feira (15).

Naldo não cumprirá a pena por ter sido condenado com concessão a Sursis (suspensão condicional da pena por dois anos). Esse benefício é dado pelo juiz a pessoas condenadas a menos de dois anos de detenção e que não sejam reincidentes, de acordo com incisos do artigo 77 do Código Penal.

Ele também terá que participar de um grupo reflexivo para homens nas situações de violência doméstica e familiar contra a mulher. Em março deste ano, Naldo e Ellen anunciaram que reataram o casamento. "Deus faz milagres, estamos juntos sim! Firme e forte", disse ele.

Reprodução/Instagram
Naldo confirma que reatou com Moranguinho: "Estamos juntos" Imagem: Reprodução/Instagram

Agressão

O UOL teve acesso à denúncia feita pelo Ministério Público contra Naldo. No documento, ele é acusado de agredir Ellen com socos, tapas, puxões de cabelo e o golpe com uma garrafa, no dia 2 de dezembro. Ainda segundo o documento, assinado pelo promotor Alexandre Murilo Graça, o cantor também ameaçou a ex-dançarina de morte.

Após a repercussão do caso, Naldo divulgou um vídeo no qual aparece chorando, pedindo perdão à mulher pelas agressões.

Ellen registrou ocorrência e Naldo chegou a ser preso em flagrante em Jacarepaguá, zona oeste do Rio, por posse ilegal de arma de fogo e solto após pagar fiança.

Ainda no fim do ano passado, Moranguinho se pronunciou pela primeira vez sobre o caso em uma publicação feita em sua página do Facebook.

"É triste ver o quanto as pessoas estão se tornando frias e sem coração. Saem apontando os seus dedos como se fossem metralhadoras e dando sentenças que só cabe a Deus dar. É fácil julgar o problema do outro, difícil é quando ele acontece dentro da sua casa e só você conhece a real história", disse.