Topo

Televisão

Sem Leo Dias, "Fofocalizando" troca fofoca por jornalismo policial

Reprodução/SBT
Repórter Solange Boulos participa do programa "Fofocalizando" Imagem: Reprodução/SBT

Do UOL, em São Paulo

15/06/2018 15h28

Após a suposta suspensão de Leo Dias, o "Fofocalizando" trocou as celebridades pelos policiais nesta sexta-feira (15). O jornalista, que afirmou ter sido punido pela emissora após comparar Mara Maravilha a um demônio, não participou ao vivo com suas notícias exclusivas sobre os famosos e, com isso, a atração perdeu sua principal fonte de audiência.

Para tentar atrair o público, o "Fofocalizando" decidiu explorar o caso da garota de 12 anos que desapareceu em Araçariguama, interior de São Paulo. A repórter Solange Boulos entrevistou ao vivo o delegado responsável pelas investigações do sumiço de Vitória Gabrielly e ouviu as perguntas de Décio Piccinini e Mara Maravilha.

O programa também recorreu a material pré-gravado, como uma entrevista de Vini Vieira e Fofoquito com Luan Santana e o mesmo Fofoquito nos bastidores do "Domingo Legal".

Desde quando mudou de nome (nasceu como "Fofocando"), em janeiro de 2017, a atração costuma abordar outros assuntos de apelo popular, como violência. Quando Leo Dias está no programa, porém, o tema único é o mundo das celebridades.

Leo Dias, que também não participou do "Fofocalizando" na última quinta, foi substituído novamente por Gabriel Cartolano. Ele repercute posts de celebridades nas redes sociais e notícias publicadas em sites que cobrem TV e famosos. O apresentador apareceu 30 minutos após o início do programa.

Enquanto o "Fofocalizando" estava no ar, Leo Dias aproveitou para cutucar os colegas: "Três da tarde. Nada melhor do quê? Passear no shopping center, meu amor! Outra coisa: eu descobri que nem tudo é para ser falado na vida, esse é o problema. O meu problema sabe qual é? É não mentir".

Leo Dias comparou Mara a um demônio

Reprodução/Instagram/leodias
Leo Dias no "Fofocalizando" Imagem: Reprodução/Instagram/leodias
Leo Dias disse ter recebido de Lívia Andrade uma montagem da série "La Casa de Papel" com a cabeça de um demônio no lugar do rosto de Mara Maravilha. Ele culpou seus dez graus de miopia e pediu desculpas à colega. Uma alta fonte do programa do SBT nega a punição.

"Ela [Lívia Andrade] mandou uma charge. Eu estava sem lente de contato. Tenho 10 graus de miopia e, juro por Deus, juro pela minha mãe, que não vi a cara da Mara naquela charge. Não tenho nada contra a Mara", afirmou Leo Dias no Instagram.

"O carregador do meu celular quebrou, e quando eu ligo... Um caos na minha vida. Eu fui culpado pelo que achava que estava sendo engraçado. Agora eu fui punido e não posso ir ao SBT por causa disso. Eu peço desculpas à Mara e a todos", continuou Leo Dias, que também se mostrou indignado pela punição imposta pelo SBT.

"Todo mundo pode falar mal da Mara, menos eu. Quando posto uma coisa sem querer eu sou punido. Mas nada vai me abalar. Muita gente escreve muitas coisas nas redes sociais e nada acontece. Eu posto sem querer e sou punido. Cada um tem o seu valor, a sua medida e a punição que merece. Essa é a minha. Ela tem mais força do que eu no SBT. Legal, parabéns."

O UOL apurou com uma fonte importante do "Fofocalizando" que não houve suspensão a Leo Dias. "Ele não foi punido pela foto e voltará ao programa na segunda-feira", disse um dos manda-chuvas do programa. Procurado, o SBT informa que não comenta assuntos internos. O apresentador também não irá se manifestar.

Reprodução/Instagram
Leo Dias compara Mara Maravilha a demônio em montagem no Instagram Imagem: Reprodução/Instagram

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!