Topo

Televisão

Gilberto Barros lembra saia justa com cantor: "Deveria ter aproveitado"

Gabriel Cardoso/SBT
Gilberto Barros no "The Noite", do SBT Imagem: Gabriel Cardoso/SBT

Colaboração para o UOL

21/06/2018 07h56

Gilberto Barros reviveu momentos de sua carreira no "The Noite" de quarta-feira (20). O apresentador falou dos perrengues do tempo de jornalismo policial, na década de 90, e dos imprevistos em programas de auditório que viraram memes na internet anos depois.

Ele conta que já sofreu ameaças quando comandava o "Cidade Alerta", da Record. "Já tentaram me pegar uma vez, fechando a rua com motos e metranca [metralhadora]. Eu me agachei, meu carro tinha uma câmera de ré. Desci [a rua] de ré por cima das motos e entrei rasgando".

"Vai, Kasinão!"

A participação do grupo Kasino no extinto "Sabadaço", em 2006, que se tornou o viral "Vai, Kasinão" e desagradou o vocalista do grupo, Fernando Biscaia, não foi esquecida. Leão explica o que aconteceu.

"Atração internacional, a produção me passou. Estava na 'Malhação' esse som. Recebo todos os artistas do mesmo jeito: eu dançava, invisto na minha atração. Quando acabou a música pensei: 'Não sei falar muito inglês, mas vamos lá'. 'Welcome to Brazil' e ele: 'Eu sou da Zona Leste [de São Paulo]". Eu não sabia, de verdade".

O grupo deveria ter agido diferente, acredita. "[O vocalista] não gostou muito, ficou criticando. Ele deveria ter aproveitado e usado isso como trampolim. Gostaria muito que ele continuasse e fizesse sucesso, que arrebentasse. O Brasil está carente de artistas novos".

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!