Topo

Famosos

Após perder 21kg em 5 meses, Fani Pacheco diz: "Estava feliz mais gordinha"

Reprodução/Instagram/@fani Pacheco
Fani Pacheco perdeu 21 kg por conta do risco de ter doenças cardíacas, acidente vascular cerebral e diabetes Imagem: Reprodução/Instagram/@fani Pacheco

Ana Cora Lima

Do UOL, no Rio

23/06/2018 04h00

Foram 21 quilos em cinco meses. Fani Pacheco, que estava lucrando com a carreira de modelo plus size, teve que rever suas medidas e seu estilo de vida, após exames indicarem síndrome metabólica, conjunto de condições que aumentam o risco de doença cardíaca, acidente vascular cerebral e diabetes.

“Eu acho surreal quem diz que só gosta de comer verduras e legumes. Gosto de comer de tudo. A minha vida toda eu comia, mas como malhava muito, não engordava. Perdi minha mãe [Adele Mara morreu em 2014], tive depressão e me deixei levar porque não conseguia malhar nem fazer dieta", conta.

"Queria comer sem neura. Eu queria ter um tempo sem controle e o resultado foram 15 quilos a mais em um ano.”

Divulgação
Fani assume que malha bastante para poder comer besteiras. "Adoro gordices" Imagem: Divulgação
Musa de duas edições do Big Brother Brasil, 7ª  e 13ª, a agora estudante de medicina está pesando 64 quilos, distribuídos em 1,66 m de altura.

No primeiro momento, Fani disse que teve vergonha de aparecer na mídia fora do peso, mas conseguiu reverter a situação graças a uma terapia de aceitação. "Fiquei questionando se tinha o direito de ser gorda. Comecei a gravar uns vídeos brincando com a situação de não entrar mais nas roupas e aí decidi ter um canal para falar sobre distúrbios alimentares, depressão e aceitação. Voltei a ser a Fani alegre, espontânea e vaidosa, só que mais fortinha. Estava feliz mais gordinha”, afirma.

Modelo plus size

A partir dali, ela viu ainda uma oportunidade para faturar: "De repente surgiram várias propostas e eu virei modelo plus size". 

Estrela de várias marcas de roupas, Fani decidiu voltar a malhar a fim de ter mais disposição e fôlego para poder conciliar a agenda profissional com a faculdade e por isso resolveu fazer exames médicos.

"Fiquei chateada com o resultado e não entendi porque conheço várias pessoas gordinhas que tem as taxas todas boas, mas tem a genética e a minha mãe era diabética. Como eu não queria passar o resto da vida me privando de comer doces, carboidratos e beber, resolvi me cuidar agora para não sofrer lá na frente.”

Reprodução/Instagram/@renanpersonal87
Fani voltou a pegar pesado na malhação Imagem: Reprodução/Instagram/@renanpersonal87
Aos 36 anos, Fani diz que voltar quase ao seu peso ideal –faltam 4 quilos– trouxe uma baita dor de cabeça. “Não tenho mais trabalho e essa é a parte ruim da história."

"Primeiro, eu engordei por causa da morte da minha mãe e porque não tinha trabalho. Daí, passei a trabalhar bem como modelo plus size. Agora que emagreci, não pinta nada há dois meses. Acho que as pessoas me preferiam gordinha. Estou bolada! Espero que seja só uma fase de adaptação", torce.

Solteira

"Tenho uma reserva [de dinheiro] que vai dar para pagar as contas alguns meses, mas confesso que eu estou ficando preocupada. Tento não pensar nisso e mentalizar coisas boas porque na minha vida sempre foi assim. No final tudo dá certo. Quando eu menos espero, acontece uma reviravolta e tudo melhora", acredita.

Fani terminou o noivado com Leandro Dias, com quem estava há mais de cinco anos entre idas e vindas. "Estou no momento de reflexão e temos uns 'revivals'. Eu gosto dele, mas vamos ver o que acontece", diz.

AgNews/Reprodução/Instagram/@fanipacheco/Montagem UOL
Estudante de medicina, Fani Pacheco até voltou a praticar um dos seus esportes preferidos: surfe Imagem: AgNews/Reprodução/Instagram/@fanipacheco/Montagem UOL

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!