Topo

Famosos

Raul Gil ignora treta com Sonia Abrão: "Se ela quiser, vou lá, dou beijo"

Rodrigo Capote/UOL
O apresentador do SBT Raul Gil Imagem: Rodrigo Capote/UOL

Guilherme Machado

Do UOL, em São Paulo

27/06/2018 04h00

Temida por seus desafetos, que costuma colocar literalmente na "geladeira" durante seu programa, Sonia Abrão comprou uma briga recente com o colega Raul Gil, a quem chegou a chamar de "ex-amigo". Mas parece não ter atingido o veterano da TV, que garante não haver qualquer climão entre os dois. 

“Está [chateada] nada! Já fui em 200 programas dela, se ela quiser, vou lá, dou um beijo nela. Eu amo a Sonia Abrão. Acho ela espetacular, uma batalhadora”, disse o dono do banquinho ao UOL ao ser questionado sobre a treta durante o lançamento da animação "Os Incríveis 2", em São Paulo.

Tudo começou durante o programa do apresentador no SBT. Convidado do famoso quadro “Para Quem Você Tira o Chapéu?”, o jornalista Leo Dias se recusou a tirar o chapéu para Sonia. A apresentadora não gostou nada do que ouviu e sobrou até para Raul, que não contestou as justificativas de Leo --"calúnias", segundo Sonia.

Os dois se encontraram no aniversário de 15 anos de Aysha, filha da cantora Simony. Para Raul, estava tudo resolvido. Mas durante uma participação no “Superpop”, de Luciana Gimenez, Sonia reafirmou ter ficado "extremamente decepcionada" com Raul Gil que, afirma, ainda contou durante o programa histórias que ela havia contado para ele no privado.

A apresentadora do "A Tarde é Sua" disse ainda ter recusado um convite do colega para participar do mesmo quadro. “Ele me expôs mais uma vez. Agora vem me convidar para fazer o quadro do chapéu? Espera sentado. Não pretendo ir nunca mais. Acho que agora tenho um ex-amigo”, desabafou.

Questionado sobre as críticas de Sonia, Raul ressaltou mais uma vez sua amizade com a apresentadora. “Sonia Abrão é minha grande amiga de anos e anos. É uma pessoa que amo muito, respeito. Só não posso intervir em uma entrevista, em um convidado que eu muitas vezes nem sei quem é. Quando eles vão tirar o chapéu eu não vejo, não quem é", justificou-se Raul, que repetiu o convite à colega para ir a seu programa se defender:

"Ela falou: ‘Você deveria me defender’. Eu defendi! Aí quando olhei o chapéu falei: 'Caramba, você não vai tirar para minha grande amiga? Mas você que manda, você é o convidado’. Mas ela pode ir lá [no programa] se defender”.