Topo

Orgulho e Paixão

"Sofri preconceito com uniforme de escola pública", conta Isabella Santoni

João Miguel Júnior/Globo
Isabella Santoni é a determinada Charlotte de "Orgulho e Paixão" Imagem: João Miguel Júnior/Globo

Carolina Farias

do UOL, no Rio

01/07/2018 04h00

A beleza abriu as portas para a carreira de modelo e não foi empecilho para que Isabella Santoni, de 23 anos, seguisse como atriz. A intérprete de Charlotte Williamson de "Orgulho e Paixão", no entanto, já sentiu na pele o que é ser alvo de pré julgamentos. 

"Sofri preconceito quando estudava em escola pública e usava o uniforme na rua. Mesmo sendo branca, loira, magra, teoricamente dentro do 'padrão', com a roupa da escola eu não era vista assim", contou a jovem, no intervalo de gravações nos Estúdios Globo.

Nascida em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, na adolescência, ela estudou em Copacabana, na zona sul do Rio. Durante esse período ela foi "vítima" de uma situação corriqueira na cidade: motoristas de ônibus que ignoram o sinal de estudantes uniformizados -o motivo seria a gratuidade para alunos de escola pública.

"Quando ia pegar um ônibus [uniformizada] o motorista não parava; quando no shopping, a vendedora não atendia. Mas tudo bem. Sempre reagi a essas situações com amor. Falava para os motoristas: 'Você provavelmente passou por essa situação. É meu direito pegar o ônibus para ir à escola'", lembrou.

Isabella é filha de uma professora, Ana Cristina Ribeiro, e sempre foi incentivada a valorizar os estudos. Segundo ela, a mãe também passou dificuldades para concluir os estudos.

"Minha mãe também passou para a mesma escola em Copacabana. Só que ela não pode estudar lá, porque na época não havia a gratuidade e ela não tinha dinheiro. Era a oitava melhor escola do Estado e faltava papel higiênico, ar-condicionado, não tinha condições. Meus amigos não sabiam escrever. É bem triste. Mas era bom ver a galera da minha sala que corria atrás, que lia por fora, que cobrava o professor."

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram
Na TV, "Orgulho e Paixão" é a terceira novela de Isabella, que começou em "Malhação Sonhos", em 2014. Mesmo com o trabalho como atriz ela não abandonou a carreira de modelo e sempre posta para seus 6,9 milhões de seguidores no Instagram imagens das campanhas que faz. Tanta dedicação lhe rendeu a realização de um sonho.

"Estou montando uma casa para minha mãe, era um sonho fazer isso. Vou continuar a morar com ela. Somos três gerações em casa. Eu de 23 anos, minha irmãzinha, de 7, e minha mãe, de 50. Minha mãe sempre sonhou em ter uma casa sustentável. Vai ter uma hortinha, placa de energia solar e sem móveis de couro", explicou.

Romance

Na novela, a personagem de Isabella foi apaixonada por Uirapuru (Bruno Gissoni) que a seduziu, a "desonrou" e a abandonou. Ela chegou a ir embora do Brasil para esquecer a decepção e, ao voltar, reencontrou o rapaz e quer se vingar dele.

Em sua vida, a atriz encontrou uma semelhança com a história de Charlotte. "Amor deixa a gente cega. Já tive relacionamentos que não eram legais, mas continuei porque estava muito apaixonada. Depois disse a uma amiga: 'Poxa, porque não me avisou que ele era um canalha?' Acredito na mudança. Tenho amigos que mudaram depois de terem namoradas legais."

Newsletters

Mauricio Stycer traz análises exclusivas sobre TV e Famosos.

Quero receber