PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Carlinhos de Jesus lembra preconceito na dança: "Meu pai era machista"

Carlinhos de Jesus no "Programa do Porchat" - Antonio Chahestian/Record TV
Carlinhos de Jesus no "Programa do Porchat" Imagem: Antonio Chahestian/Record TV

Do UOL, em São Paulo

04/07/2018 05h06

Carlinhos de Jesus falou no "Programa do Porchat" de terça-feira (3) do início da carreira de dançarino. Aos 65 anos, ele afirma que encarou olhares tortos quando começou.

"Se a menina dança, é bonitinho, se o menino dança, leva uma porrada: 'vai pro judô, para a natação'. Era muito complicado, passei por muito preconceito. Eu era apontado: 'hum, vai dançar'. Enquanto me zoavam, eu dançava com as meninas deles", recorda.

"Comecei muito cedo. Eu dançava a noite inteira, beijava... Meu pai era muito machista, ele só passou a entender a dança quando eu já tinha minha carta de alforria e as meninas perguntavam: 'cadê o Carlinhos?'", relata. "Acredito que eu tenha contribuído para que os dançarinos dessem a cara a tapa na profissão", analisa.

Famosos