Topo

Famosos


Jacquin lembra restaurante falido e nega humilhação no "MasterChef"

Erick Jacquin é entrevistado por Bonfá - Reprodução/YouTube
Erick Jacquin é entrevistado por Bonfá Imagem: Reprodução/YouTube

Colaboração para o UOL

05/07/2018 16h16

Erick Jacquin contou algumas curiosidades de sua vida em entrevista para o canal do YouTube "Pingue-Pongue com Bonfá", divulgada nesta quinta-feira (5). O jurado do "MasterChef", da Band, lembrou que quando foi convidado para participar do programa, ficou tão empolgado que nem quis saber quanto seria o salário.

"Não perguntei quanto ia ganhar, achava que a televisão ia resolver minha vida", declarou ele, que na época, em 2014, seu restaurante La Brasserie, em São Paulo, estava cheio de dívidas e faliu logo depois. "Quando fechei o restaurante, o telefone parou de tocar. Você sabe quem são seus amigos. E são poucos”, completou.

Jacquin não escondeu que é um cara emotivo. "Já chorei tanto na minha vida", afirmou ele, que também mostra esse lado no "MasterChef": "Choro quando as pessoas saem e eu gosto. Às vezes a gente [ele, Paola Carosella e Henrique Fogaça] não concordamos".

O chef e jurado não concorda com a fama de que humilha alguns participantes nas avaliações. "O que você chama de humilhar? A pessoa vai para 'MasterChef' porque quer, assina um contrato. Se humilhar é falar que é ruim, horrível, 'parece comida de dinossauro', eu concordo se pra você é humilhar. Pra mim não é humilhar, é falar de um modo com humor, com piadinha que a comida é uma merda. Mas não estou humilhando. Mas às vezes tem convidados que são muito arrogantes, mas eu tento ignorar”, explicou.