PUBLICIDADE
Topo

Televisão

Mulher invade transmissão ao vivo da Globo e grita "Lula Livre"

Mulher invade link da Globo - Reprodução/Globo
Mulher invade link da Globo Imagem: Reprodução/Globo

Do UOL, em São Paulo

08/07/2018 14h22

A decisão da Justiça de conceder a liberdade ao ex-presidente Lula, condenado a nove anos e seis meses de prisão, mexeu com a grade da Globo. A emissora interrompeu a programação ao longo deste domingo (8) com entradas ao vivo sobre o desenrolar do caso.

Em um desses momentos, o repórter Marcelo Rocha, falava ao vivo da sede da Polícia Federal em Curitiba, no Paraná, onde Lula está preso. O jornalista dava detalhes do caso quando uma mulher invadiu a transmissão e gritou "Lula Livre".

Rocha desviou o olhar para a manifestante, mas continuou a cobertura normalmente.

Esse foi apenas mais um dos casos em que repórteres da Globo tiverem seus links invadidos por manifestantes. Em maio, a repórter Hellen Sacconi passou por um sufoco quando cobria um protesto de petroleiros em frente à refinaria de Paulínia, interior de São Paulo, quando foi surpreendida por manifestantes que tentavam invadir a transmissão.

Televisão