PUBLICIDADE
Topo

Televisão

Datena cita dificuldade em levar artistas a programa: "TVs não deixam"

Gilvan Marques

Do UOL, em São Paulo

20/07/2018 18h47

José Luiz Datena reclamou abertamente a dificuldade que tem em levar artistas ao seu programa, o "Agora é com Datena", na Band, aos domingos, e citou o caso específico do sertanejo Leonardo.

"Eles não querem deixar trazer os artistas aqui. Para trazer o Leonardo à Band foi uma dificuldade. Ele prometeu vir umas 300 vezes. Não veio, porque as outras emissoras não deixam. A Anitta virá nesse domingo. Isso se não 'sequestrarem' a Anitta no meio do caminho para levar para outra televisão", cutucou Datena, durante entrevista ao programa "Melhor da Tarde", nesta sexta-feira (20).

"Não é fácil você fazer programa aos domingos porque você enfrenta as televisões com o que têm de mais forte. Eu disse [para a direção da Band] que precisava ter jornalismo no meu programa e a direção dizia 'não, só pode ter entretenimento'. Eu consegui convencê-los a colocar jornalismo e o Faustão começou a botar matéria também. Por que eles começam a se preocupar?", questionou o apresentador, sugerindo que Faustão tenha o copiado também.

"Eu me arrependo de ter me arrependido da candidatura"

Datena chegou a anunciar a sua candidatura ao senado, mas desistiu cerca de 15 dias depois. "Desistir nunca é uma coisa legal. Sempre vale a pena tentar. O meu único objetivo era ajudar o Brasil. Eu me arrependo de ter me arrependido [da candidatura] mais uma vez. Dessa vez eu cheguei perto", avalia.

Ainda durante a entrevista a Cátia Fonseca, o apresentador da Band prometeu que não fará política na televisão.

"Eu vou fazer o 'Brasil Urgente' na próxima segunda, mas eu vou tocar o mínimo possível em política. Seria legal eu falar sobre política se tivesse topado e partido para a porrada com os caras. A partir do momento que eu não topei, não acho legal ficar falando. Eu não vou fazer política na televisão. Eu vou calar a minha a boca e deixar os caras fazerem o que quiser fazer. Que seja eleito quem for, eu não vou votar em ninguém, não vou apoiar a ninguém", afirmou.

Televisão