PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Com doença rara e autoimune, José Mayer tem alta após 30 dias de internação

O ator José Mayer - Paulo Belote/Divulgação/TV Globo
O ator José Mayer Imagem: Paulo Belote/Divulgação/TV Globo

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

29/07/2018 12h58

José Mayer teve alta neste domingo (29) da Casa de Saúde São José, no Rio de Janeiro, onde estava internado há um mês para um tratamento. O ator de 68 anos descobriu ter uma doença rara e autoimune chamada Granulomatose de Wegener. A doença atinge os vasos sanguíneos dos rins, pulmões e vias respiratórias e pode ser fatal caso não diagnosticada precocemente.

O ator passa bem após cumprir o tratamento com uma equipe liderada pelo pneumologista Dr. Marcelo Kalichsztein, diz uma nota divulgada pelo hospital:

"A Casa de Saúde São José informa que o ator José Mayer teve alta neste domingo, após um período de 30 dias de tratamento contra Granulomatose de Wegener, uma doença autoimune que atinge, principalmente, os vasos sanguíneos dos rins, pulmões e vias respiratórias e pode ser fatal caso não diagnosticada precocemente. José Mayer esteve sob os cuidados da equipe liderada pelo Dr. Marcelo Kalichsztein. O ator passa bem."

Afastado pela Globo por "tempo indeterminado", José Mayer teve seu último papel como o Tião de "A Lei do Amor". O afastamento aconteceu no ano passado após o veterano ator ter seu nome envolvido em uma grave denúncia de assédio sexual feita pela figurinista Su Tonani, que trabalhou nos bastidores da novela de 2016. Segundo o colunista do UOL Flávio Ricco, a volta do ator pode acontecer na novela "O Sétimo Guardião", de Aguinaldo Silva, prevista para novembro.

Relembre o caso

Em 31 de março de 2017, Susllen Tonani escreveu um relato em primeira pessoa para o blog "Agora é que são elas", do jornal Folha de S.Paulo em que acusava o ator José Mayer de assédio sexual. No texto, a figurinista de 28 anos contou diversos momentos em que foi constrangida pelo ator durante os bastidores da novela "A Lei do Amor".

No dia 4 de maio, várias funcionárias da Globo fizeram um protesto na sede da emissora usando camisetas com os dizeres "mexeu com uma mexeu com todas" e a hastag "chega de assédio. O movimento foi amplamente divulgado nas redes sociais. Na mesma data, a emissora anunciou que o ator estaria suspenso das próximas produções da casa por tempo indeterminado. Em nota, a TV ainda pediu desculpas para a profissional.

Pouco depois, José Mayer divulgou uma carta em que pedia desculpas para Susllen e todas as mulheres. "Eu errei. Errei no que fiz, no que falei, e no que pensava. A atitude correta é pedir desculpas. Mas isso só não basta. É preciso um reconhecimento público que faço agora. Mesmo não tendo tido a intenção de ofender, agredir ou desrespeitar, admito que minhas brincadeiras de cunho machista ultrapassaram os limites do respeito com que devo tratar minhas colegas. Sou responsável pelo que faço", disse ele em um trecho da mensagem.

No dia 26 de abril, o caso foi encerrado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro após Susllen ir até a defensoria pública e dizer que não gostaria de seguir com o procedimento criminal contra o ator.

Famosos