PUBLICIDADE
Topo

Televisão

Globo coloca Márcio Canuto em aplicativo de sexo para ensinar "fake news"

Globo coloca repórter Márcio Canuto em app de sexo para ensinar "fake news" - Reprodução/TV Globo
Globo coloca repórter Márcio Canuto em app de sexo para ensinar "fake news" Imagem: Reprodução/TV Globo

Paulo Pacheco

Do UOL, em São Paulo

01/08/2018 12h47

Já viu Márcio Canuto em um aplicativo de sexo? Nem adianta dar "match" no repórter da Globo, porque ele é casado e não usa esse tipo de ferramenta, mas o jornalista topou virar um "bonitão do Tinder" por um dia para ensinar "fake news" aos telespectadores do telejornal local "SP1", nesta quarta-feira (1º).

Disposta a orientar o público a não cair em boatos, a Globo colocou um de seus repórteres mais carismáticos em um aplicativo de sexo, chamado na reportagem de "site de relacionamento", para explicar como são criadas as "fake news" ("notícias falsas", em inglês).

Canuto mostrou um designer editando uma foto sua --registrada, inclusive, pelo fotógrafo Reinaldo Canato para uma reportagem do UOL-- para montar um perfil falso do repórter no Tinder.

No app, o jornalista apareceu cabeludo e como "mestre de bateria". E mentiu até a idade: 50 anos (ele tem 72). "Olha eu em um site de relacionamento com essa aparência! Bonitão! Eu nunca nem passei perto de um site desse!", disse Márcio Canuto na reportagem.

Outras situações inusitadas foram criadas com o jornalista, como recebendo o Oscar e fazendo a famosa selfie com os artistas na premiação. Ele também fingiu cobrir a Guerra na Síria para o "SP1", uma situação praticamente impossível.

Televisão