PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Poliana Abritta comenta dificuldade de engravidar: "Sofria caladinha"

Instagram
Imagem: Instagram

Jonathan Pereira

Colaboração para o UOL

03/08/2018 06h42

Poliana Abritta falou no "Conversa com Bial" de quinta-feira (2) sobre as dificuldades de engravidar dos trigêmeos Manuela, Guido e José, de 9 anos. A apresentadora do "fantástico" recorda que tentou ser mãe durante anos, até recorrer à fertilização in vitro.

"Passei alguns anos tentando engravidar e ninguém sabia, eu sofria caladinha quando não conseguia. Chega uma hora que você tem um atraso de 14 dias na menstruação e, quando abre o exame, não é", revela.

A jornalista, que prepara uma série sobre o assunto para o "Fantástico", diz como é tentar engravidar e não conseguir. "Num primeiro momento a sensação é de uma grande impotência. No meu caso vinha junto um pouco de culpa. Você vai tentando, os anos vão passando, vai pesando mais para a mulher. Ela começa a achar que tem algo errado na cabeça dela que está produzindo uma não-gravidez."

Poliana explica o que a fez optar pela fertilização. "Desde os 23 poderia ter engravidado. Quando fiz 30, pensei: 'temos um problema'. Fiz estimulação ovariana, inseminação artificial e mil simpatias. Tive um diagnóstico de endometriose, fiz uma cirurgia e, um ano e meio depois, não conseguia engravidar naturalmente. Olhava para a fertilização como uma luz no fim do túnel. Botei três embriões, tenho três filhos, dei sorte", comemora.

Famosos