PUBLICIDADE
Topo

Televisão

Após levar tiro na Band, apresentadora vibra no "Bake Off": "Sobrevivi"

Nadja Haddad no lançamento da nova temporada do "Bake Off Brasil" - AgNews
Nadja Haddad no lançamento da nova temporada do "Bake Off Brasil" Imagem: AgNews

Guilherme Machado

Do UOL, em São Paulo

07/08/2018 14h28

Depois de levar uma vida tensa como repórter policial na Band, Nadja Haddad respira aliviada. A jornalista hoje vive o sonho de trabalhar no entretenimento. Após passagens pelo júri do "Programa do Ratinho" e do "Programa Silvio Santos", ela assume o posto de nova apresentadora do “Bake  Off Brasil”, substituindo Carol Fiorentino, que comandou a última temporada depois da saída de Ticiana Villas Boas.

E Nadja não esconde de ninguém sua alegria. “Eu não vou mentir: a ficha ainda não caiu. Era apaixonada pelo programa, então hoje perceber que sou eu que estou ali dentro é muito louco, não consigo me colocar muito no papel de profissional nessa hora. Eu me coloco no papel das pessoas que desejam estar ali. Cada vez que entro nessa tenda falo: ‘Caraca, velho, que da hora!’”, comemora ela em entrevista ao UOL.

O caminho até aqui não foi fácil. Em 2005, a repórter passou por momentos de terror quando foi baleada por um tiro de submetralhadora enquanto acompanhava uma operação policial no morro Dona Marta, favela localizada no bairro do Botafogo, zona sul do Rio de Janeiro. Nadja diz que o episódio não a traumatizou, mas admite que quer deixar os dias de repórter policial para trás.

Beca Milano, Nadja Haddad e Olivier Anquier: o novo trio de apresentadores do "Bake Off Brasil" - Francisco Cepeda / Ag. News - Francisco Cepeda / Ag. News
Beca Milano, Nadja Haddad e Olivier Anquier: o novo trio de apresentadores do "Bake Off Brasil"
Imagem: Francisco Cepeda / Ag. News
"Eu não gosto de ouvir fogos porque, quando fui atingida, primeiro vieram os fogos, depois fui alvejada. Não é confortável, mas não é um trauma. Ninguém merece subir morro, encarar bandido. Já ficou para trás. E não por mim apenas, mas minha família não merece ficar em casa tensa porque a filha saiu para trabalhar e corre esse risco novamente. Não me enquadro mais. Eu adorava, sempre respeitei demais, o que aconteceu foi necessário para a minha evolução”, relata a jornalista.

Nadja também se mostra grata por tudo que viveu até chegar ao “Bake  Off”: “Que bom que eu tive aquele episódio, que bom que eu sobrevivi. Não foi um tiro para a minha morte, foi para a minha vida".

Agora, ela está inteiramente dedicada às gravações do reality culinário, que terá como jurados os chefs Olivier Anquier e Beca Milano e garante que não tem medo do estranhamento do público em sua estreia na atração.

“Isso a gente sente com o tempo, o público vai dar uma resposta. É muito natural que no primeiro impacto as pessoas tenham um pouco de resistência porque já estavam acostumados com uma outra figura, com outra condução. Isso é normal, não me preocupa. O que me preocupa é que ao longo do tempo sejam construídas histórias das vidas das pessoas”.

Nadja, que se declara fã de coração do SBT, ficará fora do júri do Ratinho por algum tempo, mas voltará ao fim do reality. Enquanto isso, ela tentará conciliar as gravações atuais com as do “Programa Silvio Santos”, no qual participa do quadro “Levanta-te”.

A nova temporada do "Bake Off Brasil" estreia neste sábado (11).

Televisão