PUBLICIDADE
Topo

Televisão

"'A Fazenda' me perturbava mentalmente, espero sair são", diz Marcos Mion

Marcos Mion será o apresentador de "A Fazenda 10" - Divulgação/RecordTV
Marcos Mion será o apresentador de "A Fazenda 10" Imagem: Divulgação/RecordTV

Jonathan Pereira

Colaboração para o UOL

13/09/2018 06h33

Marcos Mion comentou no "The Noite" de quarta-feira (12) a expectativa para comandar "A Fazenda", que estreia na próxima terça (18). O apresentador, novo ocupante do posto que já foi de Roberto Justus e Britto Jr, brinca temer que o reality afete sua sanidade mental.

"Espero sair são dessa experiencia. É uma loucura, já me perturbava mentalmente bastante ter que assistir para analisar. Fiz o 'Vale a Pena Ver Direito' [quadro do extinto "Legendários"] de todas as Fazendas. Via Theo Becker cinco vezes seguidas, no final estava louco. Espero não bater o sino [para sair]. Quero chegar ao final da temporada com a cabeça funcionando. Ouso dizer que será a melhor edição de todas".

Ele analisa também a guinada em sua forma de apresentar, comparado aos tempos da MTV. "Eu não sei aonde eu estaria se não tivesse mudado. Era muito rock n' roll, muito sem limites". Os filhos Donatella, Stefano e Romeo assistem às peripécias, conta.

"Eles dão muita risada. Mas é louco porque não é tipo de conteúdo que eles consumiram hoje, pela forma que era feito. Não era uma edição ágil. Pra eles aquilo é imagem velha".

Além de falar de seu livro, "Pai de Menina", Mion confessou que relutava em ir para a TV, onde apareceu em "Sandy & Júnior". "Passei minha adolescência inteira no teatro. Tinha feito faculdade de Filosofia, dizia que estava no seriado só para fazer meu nome e as pessoas me assistirem no teatro. Acabava uma cena, não ficava com a galera, pegava meu livro, ficava lendo Goethe e os pensadores enquanto eles brincavam".

Apesar de não ter se enturmado de imediato, gostou de interpretar Max. "Até hoje acham que sou judeu por causa dele. Esse personagem só existia para dizer que a Sandy era o máximo. Eu falava que não podia me vender, depois me vendi. Foi uma das melhores experiências da minha vida, aprendi a fazer televisão".

Televisão